Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Uefa anuncia os melhores da temporada

A Uefa anunciou nesta quinta-feira, juntamente com os grupos da Liga dos Campeões, os melhores jogadores da última temporada europeia. Confira os vencedores!
14:30 | Ago. 24, 2017
Autor -
Foto do autor
- Autor
Tipo Notícia

A Uefa anunciou nesta quinta-feira, juntamente com os grupos da Liga dos Campeões, os melhores jogadores da última temporada europeia. Confira os vencedores!

Gazeta Esportiva

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Governo do Ceará lança edital para concurso da Polícia Militar, com 2 mil vagas

CEARÁ
21:30 | Ago. 02, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O governo do Ceará lançou nesta segunda-feira, 2, o edital do novo concurso para o cargo de soldado da Polícia Militar do Ceará (PMCE). O anúncio foi feito pelo governador do Estado, Camilo Santana (PT), durante live nas redes sociais na tarde de hoje. Durante o anúncio, também estiveram presentes o titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Sandro Caron, e do coronel comandante geral da PMCE, Márcio Oliveira. O edital do certame será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) ainda nesta segunda-feira.

O concurso oferta 2 mil vagas destinadas a candidatos com ensino médio completo, sendo 1.360 para pessoas do sexo masculino e 240 para sexo feminino, na ampla concorrência, e 400 vagas destinadas à cota racial, respeitando à Lei Estadual nº 17.432, que garante 20% das vagas em concursos públicos estaduais para a população negra. O cargo oferecido contará com renumeração mensal de R$ 4.192,72.

LEIA MAIS | Saiba mais sobre o concurso da Polícia Civil do Ceará, com 1.500 vagas

As inscrições para o certame, que terá como banca organizadora a Fundação Getúlio Vargas (FGV), iniciarão a partir das 16 horas do dia 16 de agosto e seguirão até o dia 15 de setembro. A taxa de inscrição custará R$ 120. A isenção da taxa de inscrição pode ser solicitada entre os dias 16 e 18 de agosto, no momento da inscrição no endereço eletrônico da FGV, e  será destinada aos candidatos que se enquadrarem nestes critérios: servidor público, doador de sangue, alunos que estudam ou concluíram seus estudos em entidades de ensino público, alunos cujas famílias recebam renda de até dois salários-mínimos ou como pessoa hipossuficiente.

Esse é o terceiro concurso na área da Segurança Pública anunciado neste ano. Em maio, foram publicados os editais para os ingressos de novos servidores para a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), certame realizado nesse domingo, 1º, e da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), tanto para convocação imediata quanto para Cadastro de Reserva (CR). Os dois mil policiais militares que serão selecionados representam um aumento de 12% do efetivo existente hoje em toda a PMCE. 

LEIA MAIS | Tentativa de fraude em prova de concurso da Pefoce é descoberta neste domingo

Conforme o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS), Sandro Caron, haverá mudanças no curso de formação para soldado da PMCE. “Esses novos aprovados já passarão pelo novo modelo de formação, recentemente alterado aqui no Estado. Durante o curso de formação, eles já farão parte da estrutura da Polícia Militar do Ceará. Receberão os uniformes e já irão participar de estágios supervisionados, o que permite uma maior efetividade na formação, com ênfase sempre na hierarquia, na disciplina e na operacionalidade”, disse.

Etapas do concurso

O concurso da Polícia Militar contará com cinco etapas. Primeiro, uma prova objetiva, com conhecimentos básicos e específicos, de caráter classificatório e eliminatório. A segunda etapa haverá exame de saúde e a terceira etapa, avaliação Psicológica, também de caráter eliminatório. Em seguida, os candidatos contarão com um teste de aptidão física e por último, na quinta etapa, haverá uma investigação social dos candidatos.

A prova objetiva será realizada em Fortaleza e Região Metropolitana da Capital (RMF), com previsão para o dia 7 de novembro deste ano e duração de quatro horas. Os locais de prova também serão divulgados no endereço eletrônico da Fundação Getúlio Vargas. Em razão do período de pandemia da Covid-19, a data provável da aplicação das provas será confirmada com 30 dias de antecedência, por meio de um comunicado que deverá ser divulgado pela banca organizadora.

Ao todo, serão 80 questões, divididas em dois módulos: o primeiro de conhecimentos básicos (Língua Portuguesa, Interpretação de Texto, Raciocínio Lógico, Atualidades e História do Ceará); o segundo módulo trará conhecimentos específicos (Noções de Direito Constitucional, Direitos Humanos, Noções de Direito Penal Militar, Processo Penal Militar, Noções de Direito Penal, Noções de Criminologia e Segurança Pública).

Os candidatos aprovados nas cinco etapas passam a integrar a carreira militar e serão alunos do Curso de Formação de Soldados. A formação terá duração de sete meses e será realizada pela Academia Estadual de Segurança Pública do Estado do Ceará (Aesp/CE). No período de aulas, o aluno-soldado receberá uma bolsa de custeio.

Serviço

Concurso para soldado da Polícia Militar do Ceará (PMCE)

Inscrições: 16 de agosto a 15 de setembro
Onde: portal do Fundação Getúlio Vargas (FGV)
Edital: portal FGV

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Após chamar ambulante de "macaca", mulher é presa em flagrante por injúria racial na Praia do Futuro

Racismo
21:28 | Ago. 02, 2021
Autor
Tipo Noticia

No último domingo, 1, uma mulher foi presa pelo crime de injúria racial em Fortaleza. O caso aconteceu no dia 31, sábado, na barraca “Chico do Caranguejo”, localizada na Praia do Futuro, Área Integrada de Segurança 10 (AIS 10) de Fortaleza. A vítima relatou que foi chamada de “macaca” pela acusada, que responde o processo em liberdade após o pagamento de uma fiança no valor de R$3 mil.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), uma viatura do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur) da Polícia Militar do Ceará (PMCE) foi acionada via Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops/SSPDS) para atender uma ocorrência de injúria racial. Chegando lá, a vítima, uma vendedora ambulante que estava trabalhando no local, se dirigiu aos agentes, afirmando que teria sido chamada de “macaca” pela infratora Francisca Kleitiane Lima Pantaleão, por conta de uma desavença entre ambas.   

O caso foi transferido para o 15º Distrito Policial e um inquérito foi instaurado para apurar o crime, previsto no art. 140, parágrafo 3o, do Código Penal Brasileiro.

Injúria Racial e Racismo

O crime de injúria racial está previsto no CPB no capítulo dos crimes contra a honra. Quando a injúria consiste na utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência, a pena pode ir de 1 a 3 anos de reclusão. Já o crime de racismo está previsto na Lei nº 7.716/1989, e, diferente da injúria racial, é inafiançável e imprescritível.

De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o crime de racismo implica conduta discriminatória dirigida a determinado grupo ou coletividade e, geralmente, refere-se a crimes mais amplos. Já o crime de injúria, no geral, está associado ao uso de palavras depreciativas referentes à raça ou cor com a intenção de ofender a honra da vítima. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Alexandre de Moraes nega pedido de Cunha de suspensão de processos

POLÍTICA
21:27 | Ago. 02, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, negou o pedido do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha para suspender quatro processos que tramitam na 10ª Vara Federal de Brasília e enviar os casos para a 12ª Vara Federal. As ações se referem a suposto esquema de fraudes na liberação de créditos junto à Caixa Econômica Federal em troca de propinas alvo da operação 'Cui Bono?'.
Em fevereiro de 2019, o ministro Edson Fachin determinou a remessa, para a Justiça Federal do DF, das investigações contra pessoas que haviam perdido o foro por prerrogativa de função. Na reclamação ao STF, a defesa de Cunha argumentava que os processos da operação "Cui Bono?" são conexos ao 'Quadrilhão do MDB', que tramita na 12ª Vara Federal, e pedia o reconhecimento da prevenção.
No entanto, ao avaliar o caso, o ministro Alexandre de Moraes ressaltou que não há ‘prevenção universal’ da 12ª Vara Federal do DF para a tramitação ‘de todo e qualquer caso’ envolvendo o ‘Quadrilhão do MDB’. "Somente à luz do caso concreto (fatos e provas) é que se pode concluir pela necessidade do encaminhamento dos autos para o referido juízo", ponderou Alexandre.
Em sua decisão, o ministro ressaltou a manifestação da Procuradoria-Geral da República sobre a reclamação de Eduardo Cunha, no sentido de que a investigação sobre o 'Quadrilhão do MDB' é ‘muito mais ampla e abrangente’ do que a da Operação Cui Bono e "cuida do delito de organização criminosa da agremiação, do que não decorre a prevenção e a transformação da 12ª Vara Federal do Distrito Federal em um juízo universal de todos os fatos ligados eventualmente a pessoas que também lá estão sendo processadas".
Alexandre também lembrou que os quatro processos que Cunha queria enviar para a 12ª Vara Federal de Brasília foram distribuídos para a 10ª Vara daquela Seção Judiciária por dependência ao processo da Operação Sépsis. Além disso, o ministro do STF destacou que a 10ª Vara Federal do Distrito Federal é a responsável por analisar os casos e os respectivos desdobramentos da Operação Cui Bono, citando outro inquérito que ele enviou àquele juízo.
"A presente reclamação, portanto, não aponta os elementos necessários à justificar eventual prevenção da 12ª Vara Federal do Distrito Federal para a tramitação dos quatro processos-crime, distribuídos por "dependência", que hoje tramitam perante a 10ª Vara Federal do Distrito Federal, não sendo possível afirmar que a autoridade reclamada desrespeitou prévio pronunciamento do STF. Não há, portanto, qualquer ilegalidade a ser amparada por meio da via reclamatória", escreveu Alexandre no despacho.
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

TSE abre investigação contra Bolsonaro por ataques a urnas e ameaça à eleição

POLÍTICA
21:24 | Ago. 02, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou na noite desta segunda-feira, 2, por unanimidade, duas medidas contra o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) por conta das declarações infundadas de fraude no sistema eleitoral e das ameaças à realização das eleições de 2022. Os ministros decidiram abrir um inquérito administrativo e, ainda, pedir a inclusão do presidente no chamado "inquérito das fake news" que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) sob a relatoria do ministro Alexandre de Moraes.
O inquérito administrativo, proposto pela Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral, vai apurar se ao promover uma série de ataques sem provas contra a Justiça Eleitoral e o sistema eletrônicos de votações, o presidente praticou "abuso do poder econômico e político, uso indevido dos meios de comunicação, corrupção, fraude, condutas vedadas a agentes públicos e propaganda extemporânea". O inquérito eleitoral, segundo técnicos do TSE, pode acarretar em impugnação de registro da candidatura de Bolsonaro ou inelegibilidade do presidente.
A apuração foi aprovada à unanimidade pelos ministros da Corte. Na última quinta-feira, 29, o presidente usou uma transmissão pelas redes sociais para lançar uma série de vídeos antigos e informações falsas contra as urnas eletrônicas para alegar que o sistema é fraudável. Na live, o presidente admitiu não ter provas das fraudes, mas, por mais de duas horas, apelou para informações falsas e descontextualizadas contra a Justiça Eleitoral.
As medidas foram aprovadas pelo TSE na sessão que marcou a abertura dos trabalhos no segundo semestre. O presidente da Corte Eleitoral, ministro Luis Roberto Barroso, fez duro discurso contra as ameaças à democracia.
O TSE também aprovou o envio de notícia-crime ao STF para que Jair Bolsonaro seja incluído como investigado no inquérito das fake news. A investigação, que tramita aos cuidados do ministro Alexandre de Moraes, já relaciona uma rede de aliados do presidente em ações para desacreditar adversários e instituições.
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Juventus contrata atacante Kaio Jorge junto ao Santos

Esportes
21:24 | Ago. 02, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Santos anunciou nesta segunda-feira (2) que chegou a um acordo com a Juventus (Itália) pelo atacante Kaio Jorge, que será liberado de imediato.

“A Juventus chegou às condições que apresentamos e que entendemos que foram as melhores nesse momento para o clube, diante do cenário que encontramos. Boa sorte ao Kaio Jorge, mais um menino da Vila que vamos torcer para seguir bem sua trajetória”, afirmou o presidente do Peixe, Andres Rueda, em nota.

O atacante, que tem 19 anos, chegou à Vila Belmiro em 2013, onde passou a jogar pelo sub-11. Na equipe profissional do Peixe, Kaio Jorge atuou em 84 jogos, marcando 17 gols.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags