PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Pratto admite preocupação com queda e estipula metas no São Paulo

A derrota para o Bahia no último domingo e a consequente permanência da equipe na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro ainda repercutem no São Paulo. Um dos líderes do Tricolor, Lucas Pratto admitiu nesta quarta-feira estar preocupado com o descenso e, para evitá-lo, estabelece metas a serem cumpridas pelo time. ?Todos estão preocupados com [?]

13:55 | 09/08/2017

A derrota para o Bahia no último domingo e a consequente permanência da equipe na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro ainda repercutem no São Paulo. Um dos líderes do Tricolor, Lucas Pratto admitiu nesta quarta-feira estar preocupado com o descenso e, para evitá-lo, estabelece metas a serem cumpridas pelo time.

?Todos estão preocupados com um time tão grande terminando o primeiro turno na zona de rebaixamento. Quem diz que não está preocupado, está mentindo?, bradou, em entrevista coletiva, no CCT da Barra Funda. ?Mas é uma preocupação de momento. Temos 19 jogos para deixar o time em situação tranquila?, ponderou.

?Nos aspectos futebolísticos, temos que melhorar na compactação do time, não estamos conseguindo recuperar a bola facilmente. Cada vez que a bola chega na nossa área, dá impressão que sairá o gol. Pode ser uma questão de confiança?, avaliou.

?E temos de caprichar um pouco mais nas finalizações. Tivemos chances claras contra Coritiba e Bahia, mas não conseguimos marcar. É uma semana boa para o treinador melhorar o time?, prosseguiu.

Com apenas 19 pontos ganhos em 19 rodadas, o São Paulo ocupa o 17º lugar. Para o segundo turno do torneio, o clube tem que escapar da zona de rebaixamento antes de pensar em objetivos maiores, segundo o argentino.

?Se eu falar que estamos brigando por Copa Libertadores, estarei mentindo. Temos de traçar objetivos em curto prazo, somar pontos nos próximos jogos para ter tranquilidade e, depois, ver pelo que brigamos. Agora a urgência é de fugir dessa situação no campeonato e, depois, ver o que acontece?, projetou o artilheiro tricolor na temporada, com 12 gols.

Nas contas de Pratto, o São Paulo deveria fechar a primeira metade do Brasileirão ao menos na 12ª posição, meta que nem de longe foi atingida. Por isso, ?agora é pensar jogo a jogo, não adianta fazer grandes projeções. Nos próximos três, quatro jogos, tem que somar nove, 12 pontos. O jogo mais importante agora é o de domingo?, disse, referindo-se ao duelo com o Cruzeiro, no Morumbi.

Antes das derrotas para Coritiba e Bahia em sequência, o São Paulo vinha de resultados positivos, como o empate com o vice-líder Grêmio e a épica vitória sobre o Botafogo, no Rio de Janeiro. Segundo Pratto, os últimos reveses abalaram o astral do grupo.

?O jogo contra o Coritiba deu um baque muito forte. Poderíamos somar pontos e mudar de situação. Perder o jogo como perdemos, sendo muito superiores, doeu muito. Contra o Bahia, quando tomamos gol, parece que o jogo ficou quase perdido. Perdemos dois gols em cinco minutos, como já aconteceu em outros jogos. O futebol é um esporte em que você pode tomar gol, mas temos que se recuperar e não tomar outro. Precisamos aprender a procurar o empate e não tomar mais gols?, encerrou.

Gazeta Esportiva

TAGS