PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Perto do 100º jogo, Alison se vê em nova fase e reencontra primeiro adversário

O Cruzeiro não traz boas recordações para Alison. Em setembro de 2011, o então jovem de 18 anos fazia sua estreia entre os profissionais do Santos contra a Raposa, na Vila Belmiro. Porém, em seu primeiro lance, ele subiu no meio de campo para disputar a bola cabeça, caiu de mal jeito e deixou o [?]

15:45 | 23/08/2017

O Cruzeiro não traz boas recordações para Alison. Em setembro de 2011, o então jovem de 18 anos fazia sua estreia entre os profissionais do Santos contra a Raposa, na Vila Belmiro. Porém, em seu primeiro lance, ele subiu no meio de campo para disputar a bola cabeça, caiu de mal jeito e deixou o gramado chorando muito após lesão ligamentar no joelho direito que afastou dos gramados por seis meses.

No próximo domingo, às 19h (de Brasília), o volante reencontrará o time de Belo Horizonte, no Mineirão, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Hoje com 24 anos, próximo de completar 100 jogos com a camisa do alvinegro e aproveitando as chances como titular com o técnico Levir Culpi, Alison curte o novo momento na carreira.

?Minha estreia em 2011 não foi como eu esperava, foi com lesão, mas passou. Hoje vivo nova fase, novo momento, e estou muito feliz. As lesões acabaram me atrapalhando, mas estou feliz de alcançar essa marca, de estar próximo. Minha função principal é ajudar na marcação, mas o Levir me dá liberdade para chegar à frente. Estou trabalhando nisso para ajudar os companheiros no ataque também?, explicou o volante em entrevista coletiva nesta quarta-feira, no CT Rei Pelé.

E para o duelo contra a Raposa, o Santos precisa voltar a ir bem no ataque se quiser sair de Belo Horizonte com os três pontos. Afinal, nos últimos três jogos no Campeonato Brasileiro (contra Avaí, Fluminense e Coritiba), a equipe santista não conseguiu balançar as redes do adversário.

?Infelizmente, a gente não vem conseguindo fazer gols, mas criamos muitas chances no último jogo, foram muitas oportunidades, e não conseguimos fazer gols. Vejo equilíbrio muito bom no time, estamos defensivamente muito bem. Para isso estar bom, contamos com a ajuda dos atacantes. É uma questão de tempo. O gol vai sair. Estamos trabalhando para que saia o mais rápido possível?, concluiu Alison.

Gazeta Esportiva

TAGS