PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Nos pênaltis, Arsenal bate Chelsea e conquista a Supercopa da Inglaterra

O Arsenal venceu o Chelsea nos pênaltis e conquistou o 15º título da Supercopa da Inglaterra. Após uma partida agitada e equilibrada na manhã deste domingo, em Wembley, que terminou empatada por 1 a 1, os Gunners foram mais eficientes e venceram por 4 a 1 nas penalidades ? na disputa, foi utilizado o novo sistema da [?]

10:24 | 08/08/2017

O Arsenal venceu o Chelsea nos pênaltis e conquistou o 15º título da Supercopa da Inglaterra. Após uma partida agitada e equilibrada na manhã deste domingo, em Wembley, que terminou empatada por 1 a 1, os Gunners foram mais eficientes e venceram por 4 a 1 nas penalidades ? na disputa, foi utilizado o novo sistema da Fifa, em que uma equipe cobra a primeira e a outra bate duas vezes consecutivas na sequência, e assim por diante.

O Chelsea abriu o placar com Moses, já na segunda etapa. A bola ficou viva após cobrança de escanteio e Cahill devolveu ela para a área. Aparecendo entre os zagueiros, o nigeriano bateu na saída de Cech e colocou sua equipe em vantagem. O empate do Arsenal veio já perto do final. Xhaka cobrou falta com precisão e Kolasinac, livre de marcação, cabeceou para o fundo das redes.

Esta é 15ª vez que a equipe de Arsene Wenger conquista a Supercopa da Inglaterra. A última havia sido em 2015, quando o clube bateu o próprio Chelsea por 1 a 0.

O jogo ? O primeiro tempo começou agitado, típico de uma partida do futebol inglês, apesar de a temporada estar no início. Apostando nos contra-ataques, principalmente, o Arsenal foi quem teve as melhores chances dos primeiros 45 minutos.

Aos seis, Iwobi recebeu a bola e fez linda jogada pela esquerda. O atacante driblou David Luiz com facilidade, invadiu a grande área e cruzou para trás, buscando Lacazette. Courtois conseguiu dar um leve toque na bola e impediu os rivais de abrirem o placar.

Chegando com maior perigo, os Gunners tiveram a grande chance da etapa inicial aos 22 minutos. Em contra-ataque rápido, Bellerín entregou para Lacazette. O francês tabelou com Welbeck, recebeu dentro da área e, com categoria, tirando de Courtois, acertou a trave.

O Chelsea respondeu à altura somente aos 31 minutos. Moses fez belo lance pelo lado direito, com uma meia-lua dentro da área, e obrigou Cech a fazer grande defesa. O goleiro salvou com o pé esquerdo o chute firme, cruzado do nigeriano.

Logo no começo da etapa final, o Chelsea encontrou um gol ? mesmo estando pior na partida. Após escanteio de Willian, com um minuto, a zaga do Arsenal afastou parcialmente. Na sobra, Cahill ganhou e mandou de cabeça de volta para a área. Esperto, Moses apareceu por trás dos adversários e bateu no canto de Cech.

Diante deste cenário, o Chelsea passou a esfriar o jogo, enquanto o Arsenal saía em busca do empate. Entre jogadas interceptadas ou mal executadas, o time comandado por Arsene Wenger chegou com perigo pela primeira vez na etapa somente aos 30 minutos, com Xhaka. Ele acertou um belo chute de fora da área e obrigou o arqueiro rival a fazer uma grande defesa.

Quatro minutos depois, Pedro deu dura entrada em Elneny e foi expulso do jogo. Na cobrança da falta, Xhaka jogou para a área e Kolasinac, livre de marcação, tocou de cabeça e acertou o canto do gol de Courtois. No lance, Morata, que havia acabado de entrar, dava condições para o jogador do Arsenal.

Com a igualdade no placar, a decisão foi para os pênaltis ? com o novo sistema proposto pela Fifa. Visando equilibrar de maneira mais justa a pressão na hora das cobranças, a entidade máxima do futebol testa o modelo em que uma equipe bate a primeira e a outra cobra duas consecutivas em seguida, e assim por diante.

Desta forma, o Chelsea abriu a disputa com gol de Cahill e o Arsenal virou com Walcott e Monreal. Após isso, Courtois foi à bola e chutou por cima do travessão. Morata, na sequência, acertou a trave de Cech. Chamberlain e Giroud cobraram bem e fecharam, 4 a 1 no placar e 15º título da Supercopa aos Gunners.

TAGS