PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Milton Mendes rechaça crise com elenco

O Vasco novamente não mostrou um bom futebol, mas conseguiu um empate contra a Ponte Preta, neste domingo, no Moisés Lucarelli. Para o técnico Milton Mendes, o resultado foi importante, pois mantém os cruzmaltinos na briga por um lugar na zona de classificação para a Libertadores. ?Conseguimos um ponto, é bom para nós, lutando pelo [?]

10:23 | 08/08/2017

O Vasco novamente não mostrou um bom futebol, mas conseguiu um empate contra a Ponte Preta, neste domingo, no Moisés Lucarelli. Para o técnico Milton Mendes, o resultado foi importante, pois mantém os cruzmaltinos na briga por um lugar na zona de classificação para a Libertadores.

?Conseguimos um ponto, é bom para nós, lutando pelo nosso objetivo, que é buscar lugar na Libertadores?, disse.

Milton Mendes rechaçou que exista uma crise entre comissão técnica e elenco. O treinador revelou que os jogadores pediram para ter uma reunião entre eles para se cobrarem por melhores resultados.

Leia mais: 

Rodrigo se defende de polêmica com Milton Mendes e ressalta: ?Não é meu amigo? 

?Quando as vitórias não aparecem, fomentam muita coisa. A realidade é que os jogadores pediram a mim, inclusive, uma reunião para eles terem o seu ponto de vista, falarem sobre eles. Depois, o que vem em cima disso é totalmente fora da realidade. As pessoas estão procurando desestabilizar. Não vamos perder a estabilidade nunca, porque o treinador é um homem equilibrado?, declarou.

O Vasco só volta a campo no próximo domingo, contra o Palmeiras, em Volta Redonda. Milton Mendes afirmou que espera pela recuperação de Luís Fabiano para poder escalá-lo novamente.

?Temos confiança enorme no Caprres e no departamento médico. Temos plena confiança. Se ele puder jogar, se estiver 100%, contaremos com ele. Estamos à espera dele. Se não estiver, vamos buscar soluções e tentar colocar os melhores?, falou.

Com 24 pontos, o Vasco está na 12ª posição do Campeonato Brasileiro. os cruzmaltinos estão quatro pontos atrás do Sport, primeiro dentro do G6, mas cinco a frente do São Paulo, primeiro dentro da zona de rebaixamento.

TAGS