PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Decepcionando, Borja e Deyverson buscam redenção no Palmeiras

Quinta equipe com a pior pontaria do Campeonato Brasileiro, após mais da metade da competição, o Palmeiras ainda não tem uma formação titular definida, sendo a posição de centroavante uma das maiores indefinições. Borja e Deyverson não encantam a torcida e os números mostram que a dupla está longe da forma ideal. Miguel Borja acerta [?]

11:45 | 26/08/2017

Quinta equipe com a pior pontaria do Campeonato Brasileiro, após mais da metade da competição, o Palmeiras ainda não tem uma formação titular definida, sendo a posição de centroavante uma das maiores indefinições. Borja e Deyverson não encantam a torcida e os números mostram que a dupla está longe da forma ideal.

Miguel Borja acerta apenas um terço das finalizações à gol pelo Verdão no Brasileirão. Nas 13 partidas que disputou, o colombiano arriscou 27 chutes, média de 2,1 por confronto (a maior do elenco). Destas, porém, acertou a meta em apenas nove, aproveitamento de 33,3%.

A média é idêntica à de Erik, pouco utilizado por Cuca. No entanto, o atacante atuou em apenas sete duelos, arriscando somente três arremates ? um certo. A dupla está muito abaixo da média do torneio nacional, que é de apenas 38% de acerto.

Os números de Borja para balançar as redes também não são animadores. Com três gol no campeonato, o centroavante precisa de nove finalizações para balançar as redes. Mesmo com sondagens da Europa, o colombiano mostrou otimismo em dar a volta por cima no Palmeiras e ganhou um voto de confiança da diretoria alviverde.

?Na realidade, o time está demorando para dar aquela engrenada e todo mundo acaba sentindo. Claro que o atacante quando não faz gol sofre mais pressão, mas cabe a nós, ajudar. Eu como lateral, tenho que insistir nas assistências. A gente dá um respaldo para eles, temos que criar uma jogada, uma situação, para dar condição para os atacantes marcarem. Sabemos que fazer um gol em um clássico muda tudo para o atacante, pode ganhar mais confiança. Seria uma redenção?, avaliou Jean.

Com o fraco desempenho de Borja, O Palmeiras buscou a contratação de Deyverson. Em campo, o reforço já anotou dois gols em seis partidas pelo Brasileiro, mas tem acerto médio dos chutes de apenas 41,7%, sendo sete errados e seis certos.

A contratação da dupla é questionada pela maior torcida organizada do Palmeiras. Os alviverdes fizeram um ?dossiê? sobre as transações e constataram que Borja e Deyverson, juntos, custaram R$ 52,7 milhões. Segundo eles, seria possível contratar Everton Ribeiro, Guerrero, Thiago Neves, Pratto e Pablo gastando, ao todo, R$ 67 milhões.

Neste domingo, Deyverson deverá mais uma vez ser o escolhido para ser o centroavante titular do Palmeiras em duelo contra o São Paulo, às 16h (de Brasília), na Arena Palestra Itália.

Gazeta Esportiva

TAGS