PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Danilo faz gol em treino e comissão vê meia no nível dos demais

O meia Danilo foi a maior atração do treino do Corinthians na manhã desta terça-feira, no CT Joaquim Grava, ainda sem os titulares em meio às duas semanas de folga que o Alvinegro terá devido ao adiamento da partida contra a Chapecoense. Com um belo gol e boa movimentação, ele recebeu elogios dos companheiros e [?]

13:37 | 08/08/2017

O meia Danilo foi a maior atração do treino do Corinthians na manhã desta terça-feira, no CT Joaquim Grava, ainda sem os titulares em meio às duas semanas de folga que o Alvinegro terá devido ao adiamento da partida contra a Chapecoense. Com um belo gol e boa movimentação, ele recebeu elogios dos companheiros e já é visto como um atleta quase no mesmo nível físico dos demais componentes do elenco.

?Ele já está praticamente liberado. Esse trabalho que fazemos é complementar, porque ele precisa?, explicou o preparador físico do clube, Walmir Cruz, que vê a questão psicológica do atleta também como algo a ser trabalhado. ?Nós já levamos ele para esse jogo do Flamengo, o Jô, quando fez gol, foi abraçá-lo. Perguntei se ele estava sentindo falta daquilo, ele me disse: ?Não vejo a hora de voltar?. Então essa questão, para mantê-lo animado, também é essencial?, continuou Walmir.

?O Danilo ficou muito tempo parado, fez com que ele perdesse algumas variáveis importantes não para treinar, mas para jogar um jogo inteiro. Estamos só tentando que ele retome essa intensidade. E ele vai chegar ao físico que ele tinha?, comentou o fisiologista do clube, Antonio Carlos Fedato Filho, que preferiu não dar uma previsão sobre quando o camisa 20 poderá ser utilizado em partidas pelo técnico Fábio Carille.

?Projeção para tempo de jogo a gente não tem, mas que ele já está muito melhor do que quando voltou a treinar, isso é muito claro. O desequilíbrio muscular dele diminuiu bastante, a diferença de uma perna para outra, a capacidade de acelerar e desacelerar. Não falta muito, mas a gente não quer expor o atleta a um risco maior?, avaliou Fedato, que monitora os níveis de desempenho dos atletas por meio de um GPS que eles carregam tanto nos treinos quanto nos jogos.

Relacionado para a partida contra o Flamengo, há dez dias, Danilo não atua em um jogo oficial desde o dia 31 de julho, quando participou da vitória corintiana por 1 a 0 sobre o Internacional, no Beira-Rio. Desde então, sofreu a fratura na fíbula da perna direita e tenta recuperar sua capacidade física. No treino desta terça, por exemplo, quando todos os atletas foram liberados depois da atividade em campo, ele realizou uma movimentação específica para a aceleração.

Acompanhado pelo auxiliar de preparação física Fabrício Ramos, ele tinha que correr amarrado por uma corda ao corpo do profissional, fazendo força para arrastá-lo entre dois cones. Quando chegava próximo à segunda marca, Danilo se soltava da corda e simulava um arranque em velocidade, exatamente o ponto visto como seu principal problema na recuperação. Depois de seis repetições, visivelmente cansado, abriu um sorriso e caminhou lentamente para o vestiário, recebendo um afago de quem ainda estava no gramado.

Gazeta Esportiva

TAGS