PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Com Coutinho no banco, Tite admite que negociações afetam a Seleção

O técnico Tite evitou como pôde criar ainda mais polêmica em torno do meia Philippe Coutinho, em entrevista concedida na noite desta quarta-feira. O jogador que negocia a sua transferência do Liverpool para o Barcelona será reserva de Willian na partida entre Brasil e Equador, no dia seguinte, na Arena do Grêmio. Mesmo cuidadoso ao [?]

20:45 | 30/08/2017

O técnico Tite evitou como pôde criar ainda mais polêmica em torno do meia Philippe Coutinho, em entrevista concedida na noite desta quarta-feira. O jogador que negocia a sua transferência do Liverpool para o Barcelona será reserva de Willian na partida entre Brasil e Equador, no dia seguinte, na Arena do Grêmio.

Mesmo cuidadoso ao abordar o futuro de Coutinho, Tite reconheceu que o período de transferências no futebol europeu interfere no seu trabalho. ?Afetou, afeta e vai continuar afetando até o final. Não sei como os jogadores vão responder. Afeta inclusive o técnico, que está pensando em situações que não são do jogo?, comentou.

Coutinho foi eleito pelo Barcelona como o substituto ideal para outro jogador brasileiro que mudou de clube na janela de transferências europeia, o atacante Neymar, hoje no Paris Saint-Germain. Em meio à incerteza sobre o seu futuro, o meia alegou sentir dores nas costas e não participou dos primeiros jogos do Liverpool na temporada, mas se apresentou normalmente à Seleção Brasileira ? o que irritou torcedores do clube inglês.

?Vou sintetizar a história. Fizemos a convocação com 15 dias de antecedência, sabendo de toda a dimensão que tem a janela. Preciso estar atento porque isso mexe com o emocional dos atletas e com a vida dos clubes. A essência é a Seleção Brasileira. Então, podemos responder a partir do momento em que o Coutinho chegou à Seleção?, divagou Tite, sobre as condições físicas do jogador.

?Houve contato de médico da Seleção com médico do Liverpool, de preparador com preparador, do Edu (Gaspar, coordenador) com os dirigentes? Eu, não, porque não sei falar inglês. Mas analisamos a possibilidade de não correr risco e de não abrir mão do jogador?, continuou Tite.

Em bom português, o técnico se preocupou em conversar com o próprio Coutinho. ?Disse que quero que ele vá para onde se sinta feliz. Fora isso, não preciso ter opinião para tudo. Tenho que saber o meu limite. Não sei qual será o clube, porém a Seleção Brasileira não abrirá mão dele?, repetiu.

Tite abriu mão de ter Philippe Coutinho, sem ritmo de jogo, como titular contra o Equador. ?O Willian está jogando, está bem e, por questão de justiça, iniciará o jogo. O Coutinho ficará como opção?, confirmou, antes de fugir novamente de controvérsia ao ser questionado sobre os vultuosos valores da negociação com o Barcelona. ?Não tenho condições de avaliar termos financeiros. Não sou manager. O meu trabalho é no campo.?

Gazeta Esportiva

TAGS