Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Chelsea escolhe substituto para possível saída de Willian

Com o objetivo de ser ainda melhor do que na temporada passada, o Chelsea já pensa em um substituto para não deixar o elenco enfraquecido com possível saída do brasileiro Willian para o Barcelona. Segundo o jornal português Record, o clube inglês quer contratar o meia Willian Carvalho, do Sporting, ainda nesta janela de transferências, que se encerra [?]
17:15 | Ago. 24, 2017
Autor -
Foto do autor
- Autor
Tipo Notícia

Com o objetivo de ser ainda melhor do que na temporada passada, o Chelsea já pensa em um substituto para não deixar o elenco enfraquecido com possível saída do brasileiro Willian para o Barcelona. Segundo o jornal português Record, o clube inglês quer contratar o meia Willian Carvalho, do Sporting, ainda nesta janela de transferências, que se encerra no dia 31 de agosto.

Ainda não foram divulgados os valores, mas a tendência é que o valor gasto não seja prejudicial aos cofres da equipe londrina, já que caso Willian saia do Chelsea, o Barcelona deverá gastar mais do que os 38 milhões de euros (aproximadamente R$ 141, 2 milhões) que o West Ham pretende oferecer para ter o brasileiro.

O meia do Sporting é considerado um dos grandes valores do futebol português e que pode ser um dos principais jogadores da posição no cenário europeu caso tenha a oportunidade de jogar em um dos grandes times do continente. A ideia do Chelsea é que ele dispute a vaga de titular junto com o nigeriano Victor Moses, que retornou de empréstimo na temporada passada.

Pelo clube português William Carvalho esteve em 155 partidas e anotou 10 gols, e desde 2013 (quando retornou de empréstimo do Brugge) é um dos principais atletas do Sporting. O desempenho consistente e explosivo fez com que tivesse oportunidades na seleção portuguesa, e esteve no grupo que foi campeão da Eurocopa no ano passado, principal título na carreira do jogador.

 

 

Gazeta Esportiva

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Eletrobras lança programa de patrocínio a projetos esportivos

Esportes
2021-07-30 18:10:42
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Eletrobras e suas subsidiárias Eletrosul, Chesf, Eletronorte e Furnas lançaram nesta sexta-feira (30) o Programa de Patrocínio Socioesportivo das Empresas Eletrobras 2021. Serão disponibilizados, no total, até R$ 3,888 milhões para os participantes.

De acordo com a Eletrobras, o programa objetiva reforçar o papel do esporte como mecanismo de inclusão e transformação social. Serão beneficiados projetos voltados para a valorização do trabalho em equipe e o fortalecimento da autoestima dos participantes, considerados elementos fundamentais para a construção de uma sociedade mais justa e solidária.

O patrocínio é voltado para a seleção pública de projetos desportivos e paradesportivos que estejam aptos a captar recursos oriundos de incentivos fiscais e se enquadrem nas manifestações definidas como “desporto educacional” e “desporto de rendimento”, descritas no edital, em consonância com o disposto na Lei Pelé (Lei 9.615/1998) e na Lei de Incentivo ao Esporte (Lei 11.438/2006).

Somente poderão ser inscritos no Programa 2021 projetos que tenham sido aprovados no Sistema da Lei de Incentivo ao Esporte até a data de hoje, dia de lançamento do edital.

As inscrições foram abertas hoje e podem ser feitas até 13 de agosto na plataforma prosas. O resultado final será divulgado nos sites das empresas Eletrobras até 30 de setembro. Do dia 1º de outubro ao dia 17 de dezembro de 2021, será feita a contratação. Os projetos terão prazo de realização entre 1º de novembro de 2021 e 31 de dezembro de 2022.

Maiores esclarecimentos podem ser obtidos no endereço [email protected].

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Gestação na adolescência cai 37% em 20 anos, diz estudo

Saúde
2021-07-30 17:55:56
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Nos últimos 20 anos, o Brasil registrou queda de 37,2% no número de adolescentes grávidas. Isso é o que apontou um estudo realizado pela ginecologista Denise Leite Maia Monteiro, secretária da Comissão Nacional Especializada em Ginecologia Infanto Puberal da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo).

A pesquisa foi feita considerando o número de nascidos vivos (NV) de mães entre 10 e 19 anos de idade, entre os anos de 2000 e 2019.

Em 2000, segundo a pesquisa, as mães adolescentes foram responsáveis por 23,4% do total de nascidos vivos no país. Já em 2019, esse índice passou para 14,7%.

Apesar da queda, o número ainda é preocupante. Dados do DataSUS/Sinasc apontam que a cada dia ocorrem cerca de 1.150 nascimentos de filhos de adolescentes. “As complicações gestacionais e no parto representam a principal causa de morte entre meninas de 15 a 19 anos mundialmente, pois existe maior risco de eclâmpsia, endometrite puerperal, infecções sistêmicas e prematuridade, segundo a Organização Mundial da Saúde. Ainda há consequências sociais e econômicas como rejeição ou violência e interrupção dos estudos, comprometendo o futuro dessas jovens”, disse a médica, no estudo.

A pesquisa também demonstrou que a redução da gravidez na adolescência entre meninas de 10 a 14 anos foi de 26% e teve uma redução menor que entre o grupo de 15 a 19 anos, que registrou 40,7% de queda. Os maiores indicadores de gravidez entre adolescentes foram registrados na região norte do país, que apresentou a menor queda percentual na taxa de fecundidade por idade específica (TIEF) tanto para o grupo de adolescentes entre 10 e 14 anos (-11,9%) quanto para o grupo de adolescentes entre 15 e 19 anos (-32,9%).    

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

MPF: preocupação é com prevenção de novos prejuízos na Cinemateca

Geral
2021-07-30 17:55:36
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ministério Público Federal (MPF), que acompanha as consequências do incêndio ocorrido na noite de ontem (29) em um dos depósitos da Cinemateca Brasileira, informou que os prejuízos ainda estão sendo constatados e que a prioridade, no momento, é prevenir uma nova tragédia. O fogo atingiu o galpão da instituição localizado na Vila Leopoldina, na zona oeste de São Paulo.

“No atual momento devem ser priorizados o salvamento do material restante e a prevenção de nova tragédia. Só depois de finalmente implantada uma nova entidade gestora para a Cinemateca se deverá pensar na apuração de responsabilidades individuais, embora a Polícia Federal já esteja, cautelarmente, cuidando da perícia criminal no local, para ser investigada a causa do incêndio”, divulgou o órgão nesta tarde (30).

Em 15 de julho do ano passado, o MPF ajuizou ação civil pública com requerimento de medidas liminares emergenciais para a Cinemateca, então negadas pela Justiça Federal de primeira instância. No mês seguinte, a procuradoria entrou com recurso junto ao Tribunal Regional Federal da 3ª Região e, em dezembro do mesmo ano, parte das medidas emergenciais solicitadas foi deferida, em atendimento ao recurso. Segundo o MPF, diante disso, a União diminuiu sua postura litigiosa sobre o tema e se colocou mais disponível à conciliação.

Na ação, o MPF sustenta que houve um problema de má transição na gestão da Cinemateca, de 2019 para 2020, quando se encerrou o contrato com a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp), sem que a União desse continuidade aos trabalhos técnicos internos da instituição. “Tal transição está sendo finalmente implementada pela União, dentro de procedimento judicial de conciliação, com prazos e diretrizes estabelecidos por consenso e coordenados pelo juiz da causa”, acrescentou o órgão.

Manifesto

Uma rede de ex-funcionários da Cinemateca Brasileira afirmou, em manifesto divulgado hoje (30), que o incêndio no galpão da instituição foi “um crime anunciado” que resultou na perda de inúmeras obras e documentos da história do cinema brasileiro.

“Há mais de um ano denunciamos publicamente a possibilidade de incêndio nas dependências da Cinemateca pela ausência de quaisquer trabalhadores de documentação, preservação e difusão”, diz o documento. Os trabalhadores avaliam que muitas perdas poderiam ter sido evitadas se os trabalhadores estivessem contratados e participado da rotina da instituição.

O grupo fez um primeiro inventário do acervo armazenado no depósito incendiado que pode ter sido destruído ou danificado pelo incêndio que atingiu o galpão na última quinta-feira. Apesar de a maior parte do acervo estar guardada na sede da Cinemateca, localizada na zona sul da cidade, os trabalhadores avaliam que o material da Vila Leopoldina tinha igual relevância e importância.

Do acervo documental, o levantamento inclui grande parte dos arquivos de órgãos extintos do audiovisual, como parte do Arquivo Embrafilme - Empresa Brasileira de Filmes S.A. (1969 - 1990), parte do Arquivo do Instituto Nacional do Cinema - INC (1966 - 1975) e Concine - Conselho Nacional de Cinema (1976 - 1990), além de documentos de arquivo ainda em processo de incorporação. Parte do acervo de documentos oriundos do arquivo Tempo Glauber, do Rio de Janeiro, inclusive duplicatas da biblioteca de Glauber Rocha e documentos da própria instituição.

Em relação ao acervo audiovisual, a potencial perda inclui parte do acervo da distribuidora Pandora Filmes, de cópias de filmes brasileiros e estrangeiros em 35mm; matrizes e cópias de cinejornais únicos, trailers, publicidade, filmes documentais, filmes de ficção, filmes domésticos, além de elementos complementares de matrizes de longas-metragens, todos estes potencialmente únicos; parte do acervo da ECA/USP - Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo da produção discente em 16mm e 35mm; parte do acervo de vídeo do jornalista Goulart de Andrade.

Do acervo de equipamentos e mobiliário de cinema, fotografia e processamento laboratorial, os trabalhadores afirmam que, além do seu valor museológico, muitos desses objetos eram fundamentais para consertos de equipamentos em uso corrente. Eles explicam que, para exibir ou duplicar materiais em película ou vídeo, é necessário maquinário já obsoleto e sem reposição no mercado.

Governo federal

A Secretaria Especial da Cultura disse que “lamenta profundamente” e acompanha de perto o incêndio que atinge o galpão da Cinemateca Brasileira. “Cabe registrar que todo o sistema de climatização do espaço passou por manutenção há cerca de um mês como parte do esforço do governo federal para manter o acervo da instituição”, disse em nota divulgada ontem..

A secretaria solicitou apoio à Polícia Federal para investigação das causas do incêndio.

A Agência Brasil solicitou à Secretaria de Cultura posicionamento sobre as possíveis perdas apontadas no manifesto dos trabalhadores, mas não teve retorno até a conclusão da reportagem

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Dia dos pais: Del Paseo sorteia R$ 20 mil em vales-compra

Marketing
2021-07-30 17:52:00
Autor Joelma Leal
Foto do autor
Joelma Leal Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

Para este dia dos pais, o Shopping Del Paseo lançou a campanha "Tudo aqui é carinho. Tudo aqui é seu pai". A cada R$ 100 em compras, o cliente recebe um cupom para concorrer a 20 vales-compra no valor de R$ 1.000, cada, para consumir nas lojas do empreendimento.

Para compras realizadas aos sábados e domingos, o cupom é em dobro. A promoção se estenderá até o dia 8 de agosto e o sorteio será no dia 9 de agosto.

A iniciativa dá continuidade à campanha institucional "Você se vê no Del Paseo porque tudo aqui é você" que o shopping está fortalecendo durante o ano de 2021. C

Há a opção das compras online, por meio da plataforma virtual onde vários lojistas disponibilizam os canais de comunicação para vender direto ao consumidor. Além da possibilidade de receber em domicílio, o cliente pode retirar o pedido na loja. A entrega é combinada diretamente com o vendedor.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

EUA: Walmart exigirá máscaras para funcionários em local de alto risco para covid

INTERNACIONAL
2021-07-30 17:45:27
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Walmart voltou a determinar o uso de máscaras para trabalhadores nos condados dos Estados Unidos considerados de alto risco para transmissão da covid-19. A notícia é outro sinal de que diretrizes federais emitidas mais cedo nesta semana têm implicações amplas para empresas.
A gigante do varejo afirmou que encorajará, mas não exigirá, que os clientes usem máscaras dentro de suas lojas. Em condados com taxas de transmissão "substanciais" ou "altas", conforme definição do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), será solicitado que todos os clientes usem máscaras, disse um porta-voz da empresa. Em outras áreas, haverá anúncios para que os clientes não vacinados utilizem a proteção.
Fonte: Dow Jones Newswires.
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags