PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Carille pede time concentrado para ?confirmar? no segundo turno

O técnico Fábio Carille manteve o discurso de cobrança de resultados aos seus jogadores para entrar na ?inter-temporada? forçada que terá neste mês de agosto. Com duas semanas de treino antes de voltar a jogar, devido ao adiamento da partida contra a Chapecoense, ele não quer que o elenco se acomode com os oito pontos [?]

10:23 | 08/08/2017

O técnico Fábio Carille manteve o discurso de cobrança de resultados aos seus jogadores para entrar na ?inter-temporada? forçada que terá neste mês de agosto. Com duas semanas de treino antes de voltar a jogar, devido ao adiamento da partida contra a Chapecoense, ele não quer que o elenco se acomode com os oito pontos de vantagem sobre o vice-líder Grêmio.

?Temos que confirmar no segundo turno, 19 jogos, 57 pontos em disputa. Mas, se continuar com essa concentração, essa entrega, vamos dar um passo muito importante para isso?, comentou o treinador, que não conseguiu apontar nem um jogo sequer que o tenha desapontado na primeira metade do Campeonato Brasileiro.

?Não tem nem um jogo que me desagradou, sinceramente. Resultados de empate que aconteceram, vamos falar do Avaí, que está na zona de rebaixamento, mas a gente chegou para fazer gol quando jogou lá. Aqui contra o Atlético, ganhando de 2 a 1 e o cara acerta um chute lá de longe?, relembrou, elegendo ainda duelos que deixaram um gosto especial.

?Gostei muito do jogo contra o Atlético-MG, uma das três melhores partidas do ano. Gostei da concentração e da organização do jogo contra o Palmeiras. Gostei contra o São Paulo. Primeiro turno maravilhoso, temos de nos sentir orgulhosos?, avaliou o comandante.

Dentre os atletas, a mensagem parece ser a mesma. Preocupado em seguir o exemplo do chefe, o zagueiro Balbuena ressaltou que, mesmo sem precedentes, a campanha corintiana no primeiro turno de nada servirá se o time não erguer a taça.

?É a regularidade, a gente não pensa tanto nisso, em números, não adianta terminar o primeiro turno invicto e não ser campeão. Vai ficar para a estatística?, disse o paraguaio, um dos pilares da melhor defesa da competição, com apenas nove gols sofridos.

TAGS