PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Braz vê folgas importantes e rechaça ?seca? no Santos: ?Temos criado?

O Santos não sofre gols há três partidas no Campeonato Brasileiro e ocupa o posto de segunda defesa menos vazada da competição, com 13 tentos sofridos, atrás apenas do líder Corinthians. Em compensação, o ataque do Peixe sofre com uma ?seca?, afinal, o time comandado por Levir Culpi não marcou contra Avaí, Fluminense e Coritiba, [?]

20:30 | 22/08/2017

O Santos não sofre gols há três partidas no Campeonato Brasileiro e ocupa o posto de segunda defesa menos vazada da competição, com 13 tentos sofridos, atrás apenas do líder Corinthians. Em compensação, o ataque do Peixe sofre com uma ?seca?, afinal, o time comandado por Levir Culpi não marcou contra Avaí, Fluminense e Coritiba, respectivamente.

Mesmo sendo o terceiro no Brasileirão, o alvinegro fez apenas 22 gols no torneio, mesmo número que o Vitória, que ocupa apenas a 18ª colocação. Para David Braz, porém, o ataque santista vive má fase.

?Temos criado bastante na área adversária, mas infelizmente estamos pecando nas finalizações ou goleiros adversários fazem a defesa. Eu estaria preocupado se não criássemos. Temos criado, com posse de bola. Tivemos um pouquinho de posse fora de casa na última partida. Importante que a equipe está jogando bem, procurando o gol, mas pecando nas finalizações. Tivemos chances com Kayke, Cittadini, Bruno Henrique. Vamos trabalhar para corrigir os pequenos detalhes antes do próximo jogo?, disse o defensor em entrevista coletiva nesta terça-feira, citando o confronto contra o Cruzeiro, no próximo domingo, às 19h (de Brasília), no Mineirão.

Após o empate contra o Coritiba, no último domingo, os jogadores do Peixe ganharam um dia de folga e se reapresentaram nesta terça. Já depois do duelo contra a Raposa, a comissão técnica já programou dar três dias de descanso ao elenco. Na visão de Braz, esse período sem treinos tem sido importante para os atletas do alvinegro.

?Eu acho que ajuda a recuperar. Também temos que trabalhar e corrigir os erros. É bom esse espaço para descanso, treinamento e poder render no próximo jogo. A folga é importante pela sequência. Jogávamos Libertadores, Brasileiro e Copa do Brasil também. Tivemos lesões uma atrás da outra. Acredito que a folga é pela quantidade de treinamentos e jogos na temporada. Ele (Levir) e a comissão conversam sobre o que acham melhor. Acho que está dando certo, são 14 jogos sem perder?, concluiu o zagueiro.

Gazeta Esportiva

TAGS