Participamos do

Allione ressalta importância do período sem jogos do Bahia

O argentino Allione, do Bahia, que já participou das atividades da equipe baiana na última segunda-feira e mostra-se plenamente recuperado de dores no joelho, comentou sobre o processo de recuperação da contusão. O jogador concedeu entrevista coletiva na tarde desta terça-feira. ?Estou pronto, passei por uma ou duas semanas aí recuperando o joelho. Agora já [?]
16:30 | Ago. 29, 2017
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O argentino Allione, do Bahia, que já participou das atividades da equipe baiana na última segunda-feira e mostra-se plenamente recuperado de dores no joelho, comentou sobre o processo de recuperação da contusão. O jogador concedeu entrevista coletiva na tarde desta terça-feira.

?Estou pronto, passei por uma ou duas semanas aí recuperando o joelho. Agora já estou 100% e treinando para recondicionar e estar pronto para o jogo?, disse.

Para o jogador, o período que o Bahia ficará sem entrar em campo (a próxima partida do clube é apenas no dia 11 de setembro, contra o Atlético Goianiense) é de extrema importância para os jogadores retomarem plenamente a forma física.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

?É importante porque são duas semanas para a gente conseguir recondicionar e ficar pronto para estar à disposição do Preto. É bom também para quem estar machucado voltar a treinar. Assim teremos uma equipe mais forte e o Preto vai poder contar com todo mundo?, contou.

Por fim, Allione destacou o equilíbrio na tabela do Campeonato Brasileiro, além de ressaltar a importância de uma sequência de bons resultados para a equipe brigar entre a parte de cima da competição.

?É um campeonato muito disputado, todo mundo sabe. Você ganha um jogo, vai lá para cima, perde outro, vai lá para baixo. A gente precisa ter uma sequência de vitória. Com umas três vitorias seguidas a gente esquece um pouco a zona de rebaixamento e consegue olhar para cima e buscar nossos objetivos?, finalizou.

Gazeta Esportiva

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente