}else{}
Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Isaquias Queiroz e Jacky Godmann garantem vaga na final da canoagem

Autor - Agência Brasil
Foto do autor
- Agência Brasil Autor
Tipo Notícia

Os brasileiros Isaquias Queiroz e Jacky Godmann garantiram vaga na final do C2 1000 metros (m) da canoagem velocidade da Olimpíada de Tóquio (Japão) ao completarem a segunda semifinal da prova na 4ª posição com o tempo de 3min27s167, na noite desta segunda-feira (2) no Canal Sea Foreste.

Juventus contrata atacante Kaio Jorge junto ao Santos

Esportes
21:24 | Ago. 02, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Santos anunciou nesta segunda-feira (2) que chegou a um acordo com a Juventus (Itália) pelo atacante Kaio Jorge, que será liberado de imediato.

“A Juventus chegou às condições que apresentamos e que entendemos que foram as melhores nesse momento para o clube, diante do cenário que encontramos. Boa sorte ao Kaio Jorge, mais um menino da Vila que vamos torcer para seguir bem sua trajetória”, afirmou o presidente do Peixe, Andres Rueda, em nota.

O atacante, que tem 19 anos, chegou à Vila Belmiro em 2013, onde passou a jogar pelo sub-11. Na equipe profissional do Peixe, Kaio Jorge atuou em 84 jogos, marcando 17 gols.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Neozelandesa faz história como primeira atleta olímpica transgênero

Esportes
17:23 | Ago. 02, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A neozelandesa Laurel Hubbard fez história nesta segunda-feira (2) ao se tornar a primeira atleta transgênero a competir em uma Olimpíada, mas sofreu uma eliminação precoce na final da prova feminina do levantamento de peso depois de três tentativas fracassadas.

Aos 43 anos, Hubbard era a competidora mais velha da categoria 87kg em Tóquio, onde sua inclusão desencadeou um debate intenso sobre as condições mais justas para as mulheres, a identificação de gênero e a inclusão.

Hubbard nasceu homem e competiu no levantamento de peso no nível juvenil. Ela fez a transição de gênero oito anos atrás, retomou o levantamento de peso e ganhou o direito de participar dos Jogos graças a um consenso de 2015 do Comitê Olímpico Internacional (COI) que permitiu que atletas transgênero compitam em eventos femininos.

Mas sua participação histórica na competição desta segunda-feira só durou 10 minutos, já que seus primeiros três esforços foram fracassados.

Hubbard subiu no palco confiante, sorrindo em meio aos gritos de incentivo de uma arena oficialmente fechada a espectadores, mas acessível a colegas atletas e com um enxame de jornalistas internacionais.

"Não estou inteiramente inconsciente da polêmica que cerca minha participação nestes Jogos", disse Hubbard aos repórteres. "E por isso, quero agradecer particularmente ao COI, pois acho que é muito afirmativo seu compromisso com os princípios do olimpismo e a demonstração de que o esporte é algo para todas as pessoas, que é inclusivo e é acessível".

* Reportagem adicional de Junko Fujita

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Shopping em Fortaleza apresenta espaço instagramável com temática esportiva

FORTALEZA
17:17 | Ago. 02, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Dentro da temática dos Jogos Olímpicos 2020, o North Shopping Fortaleza apresenta o “YourSelfie Store Edição Esportes”. Inaugurado no último dia 22 de julho, o espaço instagramável permite que os frequentadores do empreendimento possam fazer fotos para as redes sociais em ambientes com diversas temáticas esportivas, entre futebol, tênis, levantamento de peso, ciclismo, basquete, boxe, entre outros.

Com entrada gratuita, o local ficará no empreendimento até o mês de setembro. O espaço fica localizado no Piso 3 e os frequentadores podem aproveitar o local das 10 às 22 horas, de segunda-feira a sábado. Já no domingo, o funcionamento é das 13 às 21 horas.

LEIA MAIS | Da margem às Olimpíadas: conheça a cultura do skate no Brasil e no Ceará

Para acessar o espaço, os interessados precisam emitir um cupom no Clube Desconteria, dentro do aplicativo do shopping disponível gratuitamente nas lojas de apps de smartphones e no site do North Shopping Fortaleza.

A entrada no espaço é limitada em até seis pessoas por vez, com 30 minutos de permanência, obedecendo às normas de higiene e distanciamento social preventivas contra o novo coronavírus. Além disso, o empreendimento também incentiva a doação de 1 Kg de alimento não perecível na visitação do espaço, que será destinado a instituições filantrópicas.

LEIA MAIS | Olimpíadas de Tóquio: confira calendário completo com dia e horário

No Ceará, os shoppings foram autorizados a reabrir de forma gradual em abril deste ano. Em julho, os empreendimentos e o comércio de rua em geral tiveram o horário de funcionamento ampliados. Anteriormente, os shoppings poderiam abrir a partir das 12 horas, hoje o funcionamento começa às 10 horas. Já no comércio de rua, o horário de funcionamento pode ser iniciado a partir das 9 horas, antes começava às 10 horas.

Serviço

YourSelfie Store Edição Esportes - North Shopping Fortaleza

Onde: North Shopping Fortaleza (Piso 3)
Quando: Até setembro - Segunda-feira a sábado, das 10 às 22 horas e domingo, das 13 às 21 horas
Mais informações: (85) 3404-3000, @northshoppingfortaleza e northshoppingfortaleza.com.br

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Brasil e México decidem vaga na final de Tóquio

Esportes
17:09 | Ago. 02, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia


Os dois últimos campeões olímpicos do futebol masculino vão decidir quem continua sonhando com mais um ouro, nesta terça, às 5h (hora de Brasília), no estádio Kashima. O vencedor de Brasil e México vai à final dos Jogos de Tóquio contra Japão ou Espanha, que se enfrentam na outra semifinal.

Bolões e madrugadas em claro mudam rotina de torcedores na Olimpíada

Esportes
15:22 | Ago. 02, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Máscara, roupa especial, luvas e espadas (incluindo sabre e florete). Na vida do ex-esgrimista brasileiro Renzo Agresta, hoje com 36 anos de idade, também foram rotineiros os títulos e as medalhas, como as de bronze conquistadas nos Pan-Americanos de 2015, 2011 e 2007. Agresta foi campeão continental e também no mundial militar. Nos Jogos Olímpicos, ele representou o Brasil em quatro edições: de 2004 a 2016.

Em 2021, o brasileiro vive uma situação diferente, mas não deixou de competir. Virou assessor de investimentos e acompanha os jogos de Tóquio pela TV. Porém, o esporte não saiu da rotina: vibra com os resultados e mantém a adrenalina ao acompanhar as competições de madrugada. Com o espírito de competição na veia, agora ele busca mesmo o título do bolão.

Bolões, aliás, fazem parte da cultura brasileira de brincar entre amigos, colegas de trabalho e até desconhecidos para saber quem vai chegar mais longe nos palpites. “Eu acho gostoso acompanhar. Assisti aos eventos de minha modalidade em uma madrugada, mas não é possível fazer isso todos os dias porque temos que trabalhar pela manhã”. Renzo lamenta não estar liderando o bolão em que entrou a convite de um amigo e ainda espera chegar lá (em um novo pódio, mas agora para se divertir).

Para ele, é um sabor especial assistir e recuperar a memória de tantos eventos internacionais, mesmo que de longe: reviver a abertura, a ansiedade pela hora da competição, o contato com outros esportistas, a espera pelo resultado... “Já acertei bastante no bolão e estou estudando cada um dos palpites.”

Organizador do bolão de que Renzo participa, Murilo Pessoa segue a tradição desde a Olimpíada de Pequim, em 2008, por diversão e amor aos jogos. “Eu gosto muito de Olimpíada. Eu paro a minha vida nestas semanas. Estou dormindo muito pouco”. Ele diz que, em 2008, mudou o fuso horário da vida. “Aí eu comecei com os amigos a fazer esse bolão com umas 40 pessoas”. Hoje, mantém a média de participação, mas tem participantes que nem se conhecem. “Eu passo uns dias estudando e escolho os candidatos a medalhas do Brasil. É uma brincadeira mesmo, não para ganhar dinheiro. Um amor pelo esporte.”

Foi também por amor ao esporte que os irmãos Rogério Romero, ex-nadador que competiu em cinco Jogos Olímpicos e atual gerente de Esportes do Minas Tênis Clube, e o irmão Julian Romero criaram o site Swim It Up, endereço especializado em natação para divulgar notícias, resultados, rankings e fotos. Há 21 anos, fizeram o primeiro bolão. Hoje é Julian que cuida das atividades. O ex-nadador fica na torcida por causa das outras atividades.

“O primeiro bolão foi em 2000. Depois fizemos nas Olimpíadas de 2004 a 2012. Fizemos bolões de campeonatos mundiais de natação em 2007, 2009, 2011 e 2013. Sempre demos prêmios nesses bolões, que têm participação pequena: entre 100 a 350 pessoas”. Os maiores prêmios que já deram foram viagens para o Mundial de Roma, em 2009, e para o Mundial de Barcelona, em 2013.

Os participantes, conforme ele explica, são pessoas antenadas no esporte. “Decidi reorganizar um bolão diferente agora. Pela primeira vez, as pessoas podiam palpitar nos nadadores que seriam parte da seleção olímpica. O bolão olímpico de Tóquio era inevitável”, diz Julian. O prêmio é uma réplica da medalha olímpica.

Romero explica que não tem lucro ao organizar o bolão. “Eu faço porque acho interessante lidar com a torcida. No final, o trabalho é de incentivar a natação brasileira, movimentar, divulgar e manter um histórico. O objetivo é incentivar a natação.”

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags