}else{}
Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Seleção feminina reencontra Canadá por vaga na semifinal olímpica

O adversário que a técnica Pia Sundhage mais vezes enfrentou no comando da seleção feminina de futebol está novamente no caminho. Nesta sexta-feira (30), as brasileiras encaram o Canadá pelas quartas de final da Olimpíada de Tóquio (Japão) às 5h (horário de Brasília), no estádio de Miyagi, na cidade de Rifu.

No comando do Brasil desde agosto de 2019, Pia encarou quatro vezes as canadenses. Em novembro daquele ano, a seleção atropelou as rivais: 4 a 0 no Torneio Internacional da China. Em março do ano passado, no Torneio Internacional da França, as equipes empataram por 2 a 2. Em fevereiro deste ano, o escrete canarinho superou as norte-americanas por 2 a 0 no She Believes, competição realizada em Orlando (Estados Unidos). Há pouco mais de um mês, em Cartagena (Espanha), os times não saíram do zero no último amistoso antes da Olimpíada.

Curiosamente, enfrentar o Canadá em um mata-mata olímpico costuma resultar em conquistas às equipes dirigidas por Pia. Nos Jogos de Pequim (China), em 2008, a técnica eliminou as rivais nas quartas de final e levou os Estados Unidos à medalha de ouro - contra o Brasil na final, inclusive. Quatro anos depois, em Londres (Grã-Bretanha), em 2012, novamente a frente das americanas, a sueca despachou as canadenses na semifinal.

"O Canadá é um bom time. Os jogos contra elas são apertados. Espero que seja um bom jogo e que consigamos fazer nosso melhor na defesa. Precisamos ter atenção na [atacante Christine] Sinclair, que é experiente [duas vezes medalhista de bronze, com mais de 300 jogos pela seleção] e inteligente. Não podemos deixá-la ter o domínio da partida", alertou Pia, em entrevista coletiva nesta quinta-feira (29).

"Um detalhe que observamos nos jogos anteriores é que elas seguem um padrão de jogo. Temos que descobrir qual é esse padrão e preparar nossas jogadoras, especialmente no ataque. Quanto aos gols, creio ser a hora de marcarmos em jogadas de escanteio", completou a técnica.

O Brasil encerrou a primeira fase na segunda posição do Grupo F, com os mesmos sete pontos da líder Holanda, ficando atrás pelo saldo de gols. Na última terça-feira (27), as brasileiras superaram a Zâmbia por 1 a 0, gol de falta da meia Andressa Alves. Na ocasião, boa parte das titulares foi poupada e deve retornar contra o Canadá. O único desfalque certo é a zagueira Poliana, que sofreu uma pancada na cabeça diante das africanas e terá de fazer uma ressonância magnética para verificar se houve concussão.

Tóquio: no sétimo dia de competição, Brasil conquista duas medalhas

Esportes
2021-07-29 15:13:33 Autor Agência Brasil Tipo Notícia

No sétimo dia de competições dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, os destaques para o Brasil vieram com duas medalhas de atletas mulheres. A judoca Mayra Aguiar conquistou bronze e a ginasta Rebeca Andrade faturou prata na ginástica artística. No vôlei, a equipe feminina também fez bonito e engatou a terceira vitória seguida.

Ginástica artística

A paulista Rebeca Andrade, de 22 anos, entrou para a história da ginástica artística do Brasil ao conquistar a prata no individual nos Jogos de Tóquio, a primeira medalha olímpica feminina do país na modalidade, na manhã desta quinta-feira (29). Rebeca somou, ao final dos quatro aparelhos, 57.298 pontos, ficando atrás somente da norte-americana Sunisa Lee (57.433) e à frente de Angelina Melnikova, do Comitê Olìmpico Russo (ROC, sigla em inglês) que totalizou 57.199. A brasileira ainda tem chances reais de conquistar mais medalhas nas disputas de salto e solo a partir de domingo (1º de agosto). 

Tóquio: top 10, Sátila tem melhor resultado do país na canoagem slalom

Esportes
2021-07-29 14:43:18 Autor Agência Brasil Tipo Notícia

O Brasil começou bem a madrugada desta quinta-feira (29) com a atleta Ana Sátila chegando pela primeira vez na história à uma final olímpica da canoagem slalom. A medalha na prova da canoa (C1) nos Jogos de Tóquio (Japão) não veio: a mineira terminou na 10ª posição (tempo de 164s71), após ser punida por não ter cruzado uma das 25 balizas do circuito. O ouro ficou com a australiana Jessica Fox (105s04), a prata com a britânica Mallory Franklin (108s68) e o bronze com a alemã Andrea Herzog (111s13). 

Flamengo pega ABC na primeira partida pelas oitavas da Copa do Brasil

Esportes
2021-07-29 13:23:00 Autor Agência Brasil Tipo Notícia

O Maracanã vai abrir as portas esta quinta (29), às 20h (horário de Brasília), para Flamengo e ABC-RN. É a primeira partida do duelo pelas oitavas de final da Copa do Brasil. A equipe carioca estreia na competição deste ano, já o time potiguar deixou para trás Rio Branco de Venda Nova (ES), Botafogo e Chapecoense.

A Rádio Nacional transmite Flamengo e ABC com transmissão de André Luís Mendes, comentários de Waldir Luiz e plantão Bruno Mendes.

 O técnico Renato Gaúcho tenta a quinta vitória consecutiva desde que assumiu o clube, mas deve poupar alguns titulares para enfrentar o Corinthians no próximo domingo (1° de agosto), no Itaquerão, pelo Campeonato Brasileiro.

“Nós estamos no caminho certo. O objetivo maior é a Libertadores, mas não vamos abrir mão da Copa do Brasil e do Brasileiro. Com o elenco montado vamos andando em todas competições”, analisou Renato.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Olimpíada: Brasil engata a terceira vitória seguida no vôlei feminino

Esportes
2021-07-29 12:53:00 Autor Agência Brasil Tipo Notícia

A seleção brasileira de voleibol feminino conquistou nesta quinta-feira (29) a terceira vitória consecutiva na Olimpíada de Tóquio. As brasileiras venceram o Japão por 3 sets a 0, com parciais 25/16, 25/18 e 26/24. A partida foi realizada na Arena de Ariake, na capital Tóquio.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Olimpíada: Alison e Álvaro vão às oitavas no vôlei de praia

Esportes
2021-07-29 12:08:16 Autor Agência Brasil Tipo Notícia

A dupla Alison e Álvaro Filho venceu nesta quinta-feira (29) os holandeses Robert Meeuwsen e Alexander Brouwer por 2 sets a 0, com parciais de 21/14 e 24/22. A partida foi disputada no Parque Shiozake, na capital japonesa. O triunfo selou a classificação dos brasileiros às oitavas de final do vôlei de praia da Olimpíada de Tóquio.