PUBLICIDADE
natural
NOTÍCIA

Maioria dos japoneses se opõe a Jogos Olímpicos de Tóquio em 2021

De acordo com a sondagem, 36,4% dos entrevistados são a favor do adiamento dos Jogos, enquanto 33,7% consideram que o evento deve ser cancelado

10:15 | 20/07/2020
Jogos Olímpicos já foram adiados para julho de 2021 por conta do coronavírus  (Foto: COI/Divulgação )
Jogos Olímpicos já foram adiados para julho de 2021 por conta do coronavírus (Foto: COI/Divulgação )

A grande maioria dos japoneses deseja que as Olimpíadas de Tóquio, adiadas por um ano devido à pandemia, não sejam realizadas em 2021 - apontam pesquisas recentes.

Apenas 23,9% das pessoas pesquisadas entre sexta e domingo querem que os Jogos ocorram no próximo verão, conforme programado, de acordo com uma pesquisa da agência de notícias japonesa Kyodo, divulgada na noite de domingo, 19.

De acordo com a sondagem, 36,4% dos entrevistados são a favor do adiamento dos Jogos, enquanto 33,7% consideram que o evento deve ser cancelado.

LEIA MAIS - Mais de 50% dos habitantes de Tóquio são contrários aos Jogos Olímpicos em 2021

A maioria dos defensores do atraso, ou do cancelamento, diz não acreditar que a pandemia de coronavírus possa ser controlada a tempo para os Jogos. A cerimônia de abertura está prevista para 23 de julho de 2021.

Segundo outra pesquisa também deste fim de semana, feita pelo jornal Ashai, 33% da população quer que os jogos ocorram no próximo ano, enquanto 61% gostariam que eles fossem cancelados, ou adiados.

O adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 foi anunciado em março, quando a Covid-19 estava se espalhando pelo mundo. Isso não acontecia desde o cancelamento de duas edições dos Jogos durante a Segunda Guerra Mundial.

Ambas as pesquisas, realizadas em todo país, confirmam a tendência expressa em uma enquete de junho, na qual pouco mais da metade dos moradores de Tóquio era a favor dos Jogos serem adiados novamente, ou mesmo cancelados.

Os organizadores japoneses e o Comitê Olímpico Internacional (COI) descartaram a possibilidade de voltar a adiar os Jogos.

Na semana passada, o presidente do COI, Thomas Bach, declarou que estão sendo estudados vários cenários diante da pandemia, incluindo a realização dos Jogos a portas fechadas. Ele disse, porém, opor-se a essa solução.

A pesquisa da Kyodo foi feita por telefone com 1.045 entrevistados. Na sondagem do Ashai, 2.097 pessoas foram ouvidas, também por telefone.