PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Brasil fica de fora de disputa pelo Oscar de melhor filme internacional

O documentário brasileiro "Babenco: Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou", de Bárbara Paz, concorria a uma posição na categoria

20:58 | 09/02/2021
Hector Babenco em cena de
Hector Babenco em cena de "Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou" (Foto: Divulgação)

Pelo 22º ano consecutivo, o Brasil não concorre na categoria de melhor filme internacional do Oscar, maior premiação de cinema do planeta. O documentário brasileiro “Babenco: Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou”, de Bárbara Paz, concorria a uma posição na categoria, mas foram pré-selecionadas produções de países como Dinamarca, Grécia, República Tcheca, Romênia, Rússia, México, entre outros.

LEIA MAIS
» Longa baiano e curta sergipano vencem principais categorias da 24ª Mostra de Cinema de Tiradentes
» Festival de cinema Na Quebrada tem inscrições abertas até este sábado

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, responsável pelo evento, divulgou nesta terça-feira, 9, uma lista com os filmes pré-indicados em algumas categorias da premiação. Com o anúncio desfavorável, as expectativas para o cinema brasileiro em outras categorias estão afetadas. A animação “Umbrella” e os documentários “Carne” e “Filhas de Lavadeira” eram elegíveis para indicação.

A última grande aparição do Brasil no Oscar foi em 1999, com “Central do Brasil”. Na cerimônia daquele ano, a atriz Fernanda Montenegro estava indicada na categoria de melhor atriz, mas perdeu para a estadunidense Gwyneth Paltrow.

Marcada para 25 de abril, a cerimônia do Oscar acontecerá dois meses mais tarde do que de costume devido à pandemia de Covid-19.

Confira os filmes internacionais pré-indicados

'Quo Vadis, Aida?' - Bósnia e Herzegovina
'El agente topo' - Chile
"Charlatan" - República Tcheca
'Druk – Mais Uma Rodada' - Dinamarca
'Nós duas' - França
'La Llorona' - Guatemala
'Shaonian de ni' - Hong Kong
'Crianças do Sol' - Irã
'La nuit des rois' - Costa do Marfim
'Ya no estoy aquí' - México
'Håp' - Noruega
'Colectiv' - Romênia
'Dorogie tovarishchi' - Rússia
'Yangguang puzhao' - Taiwan,
'The man who sold his skin' - Tunísia