PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Primeira plataforma brasileira de lives é anunciada

Segundo Leo Dias, o mercado musical acredita que as lives musicais irão permanecer mesmo após a pandemia

14:11 | 07/05/2020
O mercado musical acredita que as lives musicais irão permanecer após a pandemia e que o formato de shows presenciais deverá demorar a retornar
O mercado musical acredita que as lives musicais irão permanecer após a pandemia e que o formato de shows presenciais deverá demorar a retornar (Foto: Reprodução/Instagram)

A primeira plataforma brasileira para transmissões ao vivo no Brasil já está sendo divulgada. Trata-se da Central dos Eventos Live. De acordo com o colunista Leo Dias, do UOL, o site foi pensado devido às regras para anúncios do Youtube.

“Aqui não tem as regras do YouTube, você pode fazer live gratuita ou cobrando pelo acesso. A gente pode transmitir desde shows musicais a espetáculos de teatro, dança, cursos, congressos, seminários", diz Júlio Ramos, diretor da Central dos Eventos Live.

Segundo Leo Dias, o mercado musical acredita que as lives musicais irão permanecer. Wesley Safadão, em entrevista ao colunista, afirma que os shows não retornam tão cedo. Além disso, ele afirma que comportamento do público pós pandemia ainda é uma incógnita, e, por isso, as lives continuarão existindo.

Para realizar as transmissões com receita, a plataforma fica com 20% do acumulado e o artista com 80%. “Caso o artista tenha um volume grande de lives e um valor maior de receita, é tudo negociável", afirma Júlio Ramos.

Ainda será possível abrir um chat para interação com o público e também a realização de doações durante a transmissão.