PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Ludmilla se pronuncia sobre deputado que acionou Polícia Federal após apresentação na Globo

Ludmilla expressou "repúdio ao cerceamento à liberdade de expressão cultural que, sistematicamente, vem sendo manifestado contra as letras das músicas de sua autoria".

15:11 | 08/01/2020
Ludmilla no clipe de
Ludmilla no clipe de "Veridnha" (Foto: Reprodução/Youtube/Verdinha)

A cantora Ludmilla se pronunciou sobre denúncia do deputado Otoni de Paula, que acionou a Polícia Federal contra Fátima Bernades após apresentação da funkeira no programa Encontro. Na ocasião, a artista cantou a música Verdinha. Por meio de assessoria, Ludmilla expressou "repúdio ao cerceamento à liberdade de expressão cultural que, sistematicamente, vem sendo manifestado contra as letras das músicas de sua autoria".

Ainda em nota, a assessoria jurídica de Ludmilla afirmou que seu direito à Liberdade de Expressão é assegurado pela Constituição Federal, em seu art. 5º, inciso IX, afirmando que "a cantora esclarece que não poupará esforços para adotar todas as medidas cíveis e criminais que se fizerem necessárias".

Para acionar a Polícia Federal, Otoni protocolou uma notícia-crime declarando que “pelo horário, deduz-se que, dentre os telespectadores, estejam considerável número de menores”. Segundo Otoni de Paula, a canção "Verdinha" faz apologia ao uso, cultivo e venda da maconha.

Confira a nota de Ludmilla na íntegra:

“A cantora Ludmilla, através de sua assessoria jurídica, representada pelo advogado José Estevam Macedo Lima, vem a público externar veemente repúdio ao cerceamento à liberdade de expressão cultural que, sistematicamente, vem sendo manifestado contra as letras das músicas de sua autoria. Com efeito, a cantora tem sido alvo de postagens em redes sociais que constituem flagrante violação ao seu direito da livre manifestação cultural, que lhe é assegurado pela Constituição Federal, em seu art. 5º, inciso IX. Nessa oportunidade, a artista e sua equipe lamentam a veiculação de textos mascarados de mera reprovação ao que canta a artista, mas que na verdade servem como pano de fundo para disseminação do ódio, da discriminação e do preconceito. Por fim, a cantora esclarece que não poupará esforços para adotar todas as medidas cíveis e criminais que se fizerem necessárias, de modo a repelir e responsabilizar os autores das postagens de conteúdo discriminatório, preconceituoso, calunioso, infame e difamatório a seu respeito”.