PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Luana Piovani é criticada por internautas após reclamar de vida no Brasil

Em entrevista, a atriz falou não ter tempo para publicar "foto de biquíni" por conta dos problemas sociais e políticos do País

23:14 | 01/10/2019
Luana Piovani é criticada por internautas por reclamar de vida no Brasil.
Luana Piovani é criticada por internautas por reclamar de vida no Brasil.(Foto: Reprodução/Instagram)

A atriz Luana Piovani se envolveu em uma polêmica após um trecho de sua entrevista para o portal Universa começar a circular nas redes sociais. No vídeo, ela falou sobre as "dificuldades" de ser uma cidadã brasileira, reclamando não ter tempo para publicar "foto de biquíni" por conta dos problemas sociais e políticos do Brasil.

"Eu queria postar foto dos meus filhos e tinha que postar negócio da Amazônia. Daí, eu tinha que postar os golfinhos, era o tubarão, era o 342, era a Paula Lavigne dentro do nosso grupo falando não sei o que. Daí tem que ir pra Brasília, não sei o que mais. Daí, vamos não sei o que do gay, vamos na manifestação a favor do GLSTUVXZ (em referência a sigla LGBTQI+). Meu Deus do céu, gente. Dá muito trabalho. Não estou conseguindo postar eu bonita de biquíni", exclamou a apresentadora.

"Tem quatro coisas políticas pra fazer, tem cinco pessoas me pedindo coisas absolutamente importantes e relevantes", finalizou.

A declaração logo começou a repercutir nas redes sociais e internautas passaram a debochar da atriz. O nome dela chegou a ficar entre os mais comentados do Twitter.

"Sigo dizendo que Luana Piovani é a janela pra alma da branquitude brasileira. O canal dela no YouTube é a biblioteca de Alexandria com obras importantíssimas sobre ser branca, loira, rica e descendente de italianos", escreveu um deles.

"Pra postar indireta atacando outra mulher tem tempo, né, Luana Piovani? Quem não te conhece que te compre", escreveu outra.

"Cansados estamos nós Luana Piovani. A cada 11 min uma mulher/criança é estuprada no Brasil. A cada 23 horas, uma morte por homofobia. Se você não quer falar sobre, não desmereça a luta de muitos", disse outro.