PUBLICIDADE
Divirta-se
Polêmica

Paraenses criticam "nordestinação" do Pará em "A Força do Querer"

As redes sociais da autora Glória Perez têm recebido críticas da abordagem de aspectos da cultura paraense

14:45 | 17/04/2017

Atriz Isis Valverde sentando em um barco
Isis Valverde vive a personagem Ritinha na nova novela de Glória Perez
A novela “A Força do Querer” que estreou no último 3 de abril no horário nobre da TV Globo não tem agradado a todos. A produção vem recebendo críticas pela forma como a cultura paraense é abordada.

 

Sotaque, expressões e trilha sonora utilizados na trama têm sido alvos de reclamações de internautas. Nas redes sociais da autora, Glória Peres, seguidores afirmam que o Pará, localizado na região norte do Brasil, tem sofrido uma “nordestinação” na obra.

 

“Só falta estudar mais o povo paraense para melhorar a novela. Nosso linguajar está demasiadamente equivocado, mais parece que somos nordestinos que paraenses”, escreveu uma usuária.

 

Além do sotaque, o forró - ritmo característico do nordeste - como tema de alguns personagens também não agradou. A música “Coração Machucado” de Wesley Safadão é tema das personagens Jeisa e Zeca, vividos por Paolla Oliveira e Marco Pigossi, respectivamente.

 

 

 

Outra polêmica levantada pelos telespectadores é o tanque onde a personagem Ritinha (Isis Valverde) se apresenta estar localizado no mercado Ver-o-Peso, onde não há aquário.

 

Em resposta à Folha de São Paulo, a Globo informou que a novela não se passa em Belém, mas sim numa cidade fictícia chamada “Parazinho”. A emissora também justificou que a obra é uma ficção sem compromisso de ser fiel à realidade.

 

Redação O POVO Online