Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Vacinação em Fortaleza: veja lista de agendados para esta terça (14/09)

A Prefeitura de Fortaleza agendou pessoas para primeira e segunda dose
16:43 | Set. 13, 2021
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Prefeitura de Fortaleza divulgou novas listas com os agendamentos para a próxima terça-feira, 14 (14 de setembro). Na Capital, haverá aplicação da primeira dose (D1) para adolescentes e para repescagem de adultos que perderam sua convocação. Além disso, também será realizado o atendimento da segunda dose (D2).

É possível conferir o próprio agendamento, individualmente, por meio da plataforma Vacine Já ou pelo site da Prefeitura de Fortaleza específico sobre Coronavírus. Todos os nomes dos vacinados também são divulgados pela Prefeitura por meio de listas em PDF no site oficial da gestão. 

>> Confira lista da população agendada (D1) para terça (14/09)

>> Confira lista da população agendada (D2) para terça (14/09)

Até a sexta-feira, 10, 966.942 fortalezenses completaram o esquema vacinal contra a Covid-19, por meio da aplicação de duas doses ou com o imunizante de dose única, e garantiram uma maior proteção da doença. Com pelo menos uma das doses, o total de vacinados é de cerca de 1,8 milhões de pessoas. As informações foram divulgadas no Vacinômetro da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

LEIA TAMBÉM | O que fazer se perdi agendamento de primeira ou segunda dose em Fortaleza?

Repescagem da vacina contra a Covid-19: tira-dúvidas

O que levar para a vacinação

No ato da vacinação será necessário, obrigatoriamente, apresentar documento de identidade original com foto, Cartão Nacional de Saúde (CNS) ou CPF e comprovante de endereço no município de Fortaleza, pois serão contemplados apenas residentes da Capital.

Como saber se estou agendado? 

1) Para os fortalezenses, é possível consultar as listas diárias de vacinação publicadas no site Coronavírus Fortaleza e também conferir o cadastro pelo site Vacine Já (vacineja.sepog.fortaleza.ce.gov.br/);

2) No site Vacine Já, digite seu CPF, sua data de nascimento e o código solicitado. A seguir, clique em "Consultar". O sistema vai mostrar seus dados cadastrados e, se o agendamento estiver disponível, vai indicar seu horário e local de vacinação;



3) Quem não reside em Fortaleza deve lembrar que cada município possui uma logística própria de agendamento na vacinação da Covid-19 a partir dos dados do Saúde Digital. Por isso, é importante buscar os canais de comunicação da secretaria municipal de saúde da sua cidade e acompanhar como está o calendário de vacinação onde você mora. Confira no portal da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece) os sites de cada prefeitura do Ceará.

Como fazer o cadastro no Saúde Digital? 

No Ceará, é preciso realizar o cadastro na plataforma Saúde Digital para a vacinação contra a Covid-19. O POVO explica como fazer o cadastro na plataforma.

1) Para se cadastrar, é preciso acessar o site Saúde Digital (vacinacaocovid.saude.ce.gov.br/) e clicar em "Ainda não tenho cadastro";


Cadastro de vacinação no Ceará contra Covid-19.
Cadastro de vacinação no Ceará contra Covid-19. (Foto: Reprodução/Site Saúde Digital)


2) Serão solicitadas informações básicas, como país de origem, CPF, nome completo, data de nascimento, nome da mãe, telefone para contato, sexo, raça/cor e informações profissionais. O fornecimento do Cartão Nacional de Saúde (CNS) é opcional;


Para se cadastrar, é necessário preencher os campos com dados pessoais.
Para se cadastrar, é necessário preencher os campos com dados pessoais. (Foto: Reprodução/ Saúde Digital)


3) A próxima fase pede dados de saúde para identificar se a pessoa faz parte de grupos prioritários. Também é questionado se você teve Covid-19 recentemente;


Na segunda etapa, são perguntadas informações sobre a classificação da pessoa em grupos prioritários.
Na segunda etapa, são perguntadas informações sobre a classificação da pessoa em grupos prioritários. (Foto: Reprodução/ Saúde Digital)


4) A última etapa do processo pede o endereço de residência da pessoa, que servirá de base para o agendamento no município de aplicação da vacina;


Na tela seguinte, é necessário fornecer dados sobre o endereço de residência.
Na tela seguinte, é necessário fornecer dados sobre o endereço de residência. (Foto: Reprodução/ Saúde Digital)


5) Após o preenchimento de todos os dados, será aberta uma página para a confirmação de todos os dados. Nela, a pessoa deve criar uma senha de acesso e informar um e-mail;

6) A Secretaria da Saúde enviará um link de confirmação do cadastro para o e-mail fornecido.

LEIA MAISPasso a passo: como se cadastrar para a vacinação contra a Covid-19 no Ceará

O que fazer se o e-mail de confirmação do cadastro não chegar?

Primeiro, confira todas as caixas do seu e-mail, como "spam" e "lixeira". Caso não encontre a mensagem, a Sesa disponibiliza o telefone gratuito 0800 275 1475 para questionamentos sobre o Cadastro Estadual de Vacinação. No site da Sesa e do Governo do Ceará, está disponível também o assistente virtual "Plantão Coronavírus".

Caso a dúvida seja relacionada à imunização em Fortaleza, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) disponibiliza o número 156.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

"Vacinação é imprescindível para a retomada da economia", diz ministro

Saúde
14:53 | Set. 13, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que vacinação, capacidade de detecção de variantes, higiene e saúde pública são “imprescindíveis” para a retomada da economia global em tempos de pandemia. A afirmação foi feita hoje (13) durante seminário promovido pela Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma).

“Todos sabemos que a contenção da pandemia, por meio da vacinação em massa, da vigilância ativa para detectar rapidamente possíveis novas variantes, e das medidas de higiene e saúde pública, é imprescindível para a retomada da economia global”, disse Queiroga.

O ministro reiterou os elogios ao Sistema Único de Saúde (SUS), ressaltando sua relevância para o combate à pandemia e os reflexos das ações na economia do país, em meio a uma crise sanitária. Destacou também a contribuição e o papel estratégico do setor de saúde para a economia.

“O setor da saúde também tem importância econômica estratégica, com crescente participação na composição do valor adicionado total da economia brasileira (7.6%), na geração de renda (9.6%) e no número total de empregos (7.1%), com um crescimento no número de postos de trabalho maior que o observado para a média da economia”, argumentou.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Mais de 400 mil adolescentes ainda não se cadastraram para serem vacinados contra Covid no Ceará

saúde
13:30 | Set. 13, 2021
Autor Júlia Duarte
Foto do autor
Júlia Duarte Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

162.711 adolescentes de 12 até 17 anos já foram vacinados contra a Covid-19 no Ceará. O número equivale 39% da estimativa de 414.002 pessoas dessa faixa etária feita pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) com base nos cadastros da Plataforma Saúde Digital. A pasta ressalta que a meta para a vacinação desse público, entretanto, é o dobro, contempla 824.226 meninos e meninas, com base nos números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2021. Considerando esse total, a porcentagem geral de imunização cai para 19,7%.

LEIA MAIS| Covid-19: metade dos municípios começou a vacinar adolescentes no Ceará

"A previsão da vacinação contra a Covid-19 nos adolescentes de 12 até 17 anos no Ceará depende da capacidade de vacinação dos municípios e envio de vacina da Pfizer pelo Ministério da Saúde", ressaltou por nota a secretaria. 

92 municípios já iniciaram aplicação da primeira dose da vacina em adolescentes de 12 a 17 anos.  Número corresponde à metade dos 184 municípios cearenses. O cronograma da aplicação da primeira dose da vacina nesse público ocorre conforme a organização de cada município. A Capital já está vacinando adolescentes de 12 anos.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Falta de AstraZeneca leva São Paulo a usar Pfizer para segunda dose

Saúde
12:57 | Set. 13, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A prefeitura de São Paulo vai imunizar a partir de hoje (13), com a vacina contra a covid-19 da Pfizer, as pessoas que deveriam receber a segunda dose da AstraZeneca em razão da falta desse imunizante na cidade. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a oferta das doses de marca diferente é de forma “excepcional e emergencial”.

A prefeitura estima que atualmente há 340 mil pessoas na capital que podem ser imunizadas dessa forma. Podem receber a segunda dose da Pfizer todas as pessoas que deveriam ser vacinadas com a segunda dose da AstraZeneca desde 1º de setembro. A disponibilidade de doses nos postos de vacinação pode ser consultada na página De Olho na Fila.

Falta de vacina

O governo de São Paulo diz que há um atraso no envio das vacinas da AstraZeneca para o estado, causando a falta do imunizante no estado. Segundo o governo, já deveriam ter sido disponibilizadas mais um milhão de doses para a segunda fase da imunização desde 4 de setembro.

O Ministério da Saúde, no entanto, contesta essa informação e diz que o estado usou para primeira dose parte do estoque que deveria ser reservada para a segunda aplicação.

Ainda segundo o ministério, foram enviadas para São Paulo 12,4 milhões de doses para primeira aplicação e 9,2 milhões de doses para a segunda etapa. Porém, de acordo com a pasta, o estado fez 13,99 milhões de aplicações de primeira dose.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Professores e funcionários da Unicamp voltam ao trabalho presencial

Educação
12:17 | Set. 13, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A partir de hoje (13) os professores e funcionários da Universidade de Campinas (Unicamp) voltam às atividades presenciais nos campi de Campinas, Piracicaba e Limeira. Para marcar a reabertura simbólica e fazer uma homenagem às vítimas da covid-19 será realizada uma cerimônia.

A retomada das aulas de graduação e pós continua com data indefinida. A universidade só estabelecerá um cronograma depois que houver imunização completa de todos os alunos e forem definidas regras para o regresso, informou a Unicamp.

Segundo a universidade, o Comitê Científico de Contingência do Coronavírus da Unicamp e o Grupo de Trabalho para a Retomada de Atividades Presenciais na Unicamp estão elaborando iniciativas para o retorno seguro. Entre elas, estão a testagem prévia para SARS-CoV-2; o treinamento de medidas sanitárias por meio de videoaulas; o uso de aplicativo para vigilância epidemiológica; e a ação fundamental de acompanhamento dos Comitês de Crise locais dos Institutos, Unidades, Órgãos, Centros, Núcleos e Colégios Técnicos.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Pedidos de recuperação judicial crescem 50% em agosto

Geral
11:38 | Set. 13, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O número de pedidos de recuperação judicial aumentou 50% em agosto ao chegar aos 111, contra os 74 do mês anterior. De acordo com o Indicador de Falências e Recuperação Judicial da Serasa Experian, o mês de agosto foi o que registrou o maior número de pedidos desde o começo de 2021. A maior parte das requisições partiram do segmento do comércio (43,2%).

“O crescimento expressivo das requisições está ligado diretamente aos riscos econômicos que vêm se elevando desde o início de agosto no país. As questões políticas, a crise hídrica e o aumento da inflação passaram a afetar negativamente a saúde financeira dos consumidores, o que prejudica, principalmente, os negócios do segmento de comércio e as micro e pequenas empresas, que ainda estavam se reerguendo com o relaxamento das medidas restritivas referentes a pandemia”, disse o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi.

Segundo os dados, os pedidos de falência em agosto registraram queda de 0,5%, totalizando 95 solicitações ante as 100 registradas em julho. O destaque também ficou para as micro e pequenas empresas, com 60 requisições, seguidas pelos negócios de médio porte (19) e grande (16). O segmento que mais demandou pelo recurso foi o de serviços, que teve 60 pedidos no período. Em sequência estão a indústria (19), o comércio (16) e o setor primário, que não teve nenhuma solicitação.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags