Participamos do

Ceará tem 46% das UTIs adulto ocupadas por pacientes com Covid-19

Os dados foram divulgados na plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), e são baseados em informações colhidas até às 10h17min deste domingo, 8
11:54 | Ago. 08, 2021
Autor Lara Vieira
Foto do autor
Lara Vieira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

As Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do Ceará, voltadas para atendimento de adultos com Covid-19, registram ocupação de 46,1%. Os dados foram divulgados na plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), e são baseados em informações colhidas até às 10h17min deste domingo, 8.

O monitoramento leva em consideração tanto unidades médicas públicas como particulares que estão situadas no Estado. A média geral de ocupação das UTIs, equipamento que trata de casos mais graves da doença, é de 46,98%. Ainda, os dados indicam 62,5% de ocupação em UTI infantil. De acordo com a plataforma de transparência, não há leitos ativos referentes a ala de gestantes. Esse quadro também se repete em relação a UTIs neonatal.

LEIA MAIS | Secretaria recomenda autoquarentena a viajantes que chegam ao Ceará de quatro estados

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Em relação às enfermarias do Ceará, a média geral de ocupação é de 25,55%. Semelhante aos registros da taxa de ocupação UTIs, as enfermarias não apresentam indicadores de leitos ativos na ala de gestantes e neonatal. Já a taxa de ocupação de enfermaria infantil indica 72,92%.

Dentre os municípios, Quixeramobim apresenta o maior número de ocupação das "UTIs Covid", com 66,67%. Em seguida, vêm as cidades de Fortaleza (53,85%), Sobral (44,92%) e Brejo Santo (35%). Há, ainda, dois pacientes internados em Unidades de Pronto Atendimento (UPA), ambos localizados na UPA do município de Iguatu.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags