Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

São Paulo recebe insumos para produção de 4 milhões de doses da CoronaVac

Matéria-prima foi enviada pela biofarmacêutica Sinovac, que possui parceria com o Instituto Butantan, responsável pela produção do imunizante no Brasil
21:39 | Ago. 02, 2021
Autor - Mirla Nobre
Foto do autor
- Mirla Nobre Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O governo de São Paulo recebeu na noite desse domingo, 1º, por volta das 21 horas, um lote de 2 mil litros de Insumos Farmacêutico Ativo (IFA) para produção da vacina contra a Covid-19. Os insumos serão destinados ao Plano Nacional de Imunização (PNI) e viabilizarão a produção de quatro milhões de doses da vacina CoronaVac/Instituto Butantan. O secretário da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, a coordenadora do Plano Estadual de Imunização, Regiane de Paula, e o superintendente do Butantan, Reinaldo Sato, acompanharam a chegada do IFA, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

Os insumos vieram em um voo da companhia aérea Turkish Airlines, que saiu de Pequim, na China, e fez escala em Istambul, na Turquia, antes de pousar em São Paulo. A matéria-prima foi enviada pela biofarmacêutica Sinovac, que possui parceria com o Instituto Butantan, responsável pela produção do imunizante no Brasil. Antes de ser disponibilizados ao Ministério da Saúde, o IFA passará pelos processos de envase, rotulagem, embalagem e por um rígido processo de controle de qualidade.

LEIA TAMBÉM | Ceará recebe 316.360 doses de vacinas contra a Covid-19, mas lote é menor do que o previsto

De acordo com o secretário de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, desde que a campanha de vacinação contra o novo coronavírus começou no Brasil, em 17 de janeiro de 2021, o Butantan já disponibilizou 62,8 milhões de doses do imunizante ao Ministério da Saúde, que é responsável pela distribuição das vacinas aos estados brasileiros, por meio do Plano Nacional de Imunização (PNI).

De 14 de julho até hoje, foram entregues 9,7 milhões de doses da vacina CoronaVac, referentes à produção de um lote de doses processadas a partir dos 6 mil litros de IFA, recebidos no dia 26 de junho. Na madrugada do dia 13 de julho, o instituto recebeu carga recorde de 12 mil litros de matéria-prima para produzir e entregar outras 20 milhões de doses.

LEIA MAIS | Preço das vacinas de Pfizer e Moderna sobe após adaptação a cepas

O secretário de Saúde de São Paulo ainda destacou que à medida que progride a vacinação há impacto na redução das internações, mortes e número de casos da Covid-19. "Estamos não só vacinando como mantendo as medidas sanitárias ao passo que vamos estendendo a capacidade dos serviços e aumento de horário de funcionamento", disse Jean Gorinchteyn.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags