PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Fortaleza começa a vacinar nascidos em janeiro de 1990 nesta segunda, 12 de julho (12/7); veja lista

A Capital está imunizando pessoas do público geral conforme ordem decrescente de idade. A previsão é finalizar o processo de vacinação da população adulta com a primeira dose até o fim de agosto

15:18 | 11/07/2021
Nesta segunda-feira, 12, a vacinação para público geral chega aos nascidos em 1990 (Foto: Fernanda Barros)
Nesta segunda-feira, 12, a vacinação para público geral chega aos nascidos em 1990 (Foto: Fernanda Barros)

A Prefeitura de Fortaleza divulgou três listas de vacinação contra Covid-19 para aplicação nesta segunda-feira, 12. A listagem segue contemplando a população em geral, além de gestantes e puérperas. Começa a ser vacinado o público de 1990, com 24 pessoas nascidas em 1º de janeiro.

>> Lista da população em geral (D1) agendada para segunda (12/07): Clique aqui para baixar o PDF.

>> Lista da população em geral (D2) agendada para segunda (12/07): Clique aqui para baixar o PDF.

>> Lista de gestantes e puérperas (D1) agendada para segunda (12/07): Clique aqui para baixar o PDF.

O município de Fortaleza deu início à aplicação da vacina da Janssen no último dia 6, quando o público de 32 anos começou a ser contemplado com a imunização. No último sábado, 3, o 42º lote de vacinas contra a Covid-19 chegou ao Estado.

LEIA MAIS | Vacinação Covid-19: como me cadastrar e conferir se estou cadastrado e agendado?

A campanha contra a doença em Fortaleza conta com 113 pontos de vacinação. São 100 postos de saúde, três policlínicas, seis centros de vacinação (shoppings RioMar Fortaleza e Riomar Kennedy, North Shopping Jóquei, Centro de Eventos, Sesi Parangaba e Arena Castelão), além dos quatro Cucas (Barra do Ceará, Jangurussu, Mondubim e José Walter).

A previsão da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) é de que toda a população adulta seja vacinada pelo menos com a primeira dose até agosto deste ano. Com esse objetivo, o Ceará pode ser um dos primeiros estados do Brasil a vacinar toda a população adulta, conforme Magda Almeida, secretária Executiva de Vigilância e Regulação da Sesa.