PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Covid-19: atendimento nas UPAs do Ceará tem menor nível desde janeiro

Média móvel de pacientes com sintomas de síndrome gripal está em queda constante há um mês; pico de procura nas UPAs ocorreu em fevereiro deste ano

Bemfica de Oliva
15:57 | 26/06/2021
Média móvel de atendimento por suspeita de Covid-19 nas UPAs segue em queda quase constante há mais de um mês (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Média móvel de atendimento por suspeita de Covid-19 nas UPAs segue em queda quase constante há mais de um mês (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Os atendimentos de casos suspeitos de Covid-19 nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do Ceará estão no menor nível desde janeiro de 2021. A informação foi dada pelo secretário da Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, nessa sexta-feira, 25.

Segundo o sistema IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), a média móvel de atendimentos por síndrome gripal nas UPAs está em queda quase constante há mais de um mês. Exceto por um leve aumento na semana de 3 a 10 de junho, o último pico de procura por sintomas suspeitos de Covid-19 foi em 21 de maio, quando a média móvel estava em 815 atendimentos.

Atualmente o valor está em 432 procuras diárias por atendimento. A última vez que a média móvel esteve nesta quantidade foi em 20 de janeiro de 2021, cinco meses atrás.

Indicadores de Covid-19 no Ceará têm queda; reabertura econômica avança

No cenário geral, a quantidade de novos casos e óbitos por Covid-19 também segue em queda no Estado. Após o pico da segunda onda, com média móvel de mais de 4.500 casos e 120 óbitos diários no começo de abril, os níveis permaneceram em queda quase constante, chegando a cerca de 800 novos casos e 26 mortes de média móvel diária no final de junho.

A última macrorregião a ter restrições reduzidas foi o Cariri, após registrar queda nos indicadores de transmissão e internações pela doença. A taxa de positividade nos exames de Covid-19, nestes municípios, caiu em torno de 20%.

Com a estabilização da pandemia, a reabertura econômica segue avançando no Estado: em decreto anunciado nessa sexta-feira, 25, o governador Camilo Santana (PT) anunciou a volta de aulas presenciais no ensino superior. Também houve a liberação das feiras livres em todo o Ceará.

Mais sobre Covid-19 no Ceará