PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Ceará registra 88% de ocupação de UTIs para Covid-19; 11 hospitais estão lotados

A taxa se mantém acima de 80% em relação às UTIs desde o dia 29 de janeiro deste ano. O período mais crítico aconteceu durante os meses de março e abril, quando a ocupação se aproximou de 95%

Leonardo Maia
19:34 | 19/05/2021
Mesmo com expansão do número de leitos, as taxas seguem em alta. (Foto: Divulgação/ Governo do Ceará)
Mesmo com expansão do número de leitos, as taxas seguem em alta. (Foto: Divulgação/ Governo do Ceará)

A taxa de ocupação de leitos de UTI destinados ao tratamento de Covid-19 no Ceará atingiu a marca de 88% nesta quarta-feira, 19, conforme dados do IntegraSUS, plataforma da Secretaria Estadual de Saúde, consolidados às 18h07min de hoje. Em relação à ocupação de enfermarias, a taxa é de 74,16%. O balanço considera dados tanto da rede pública como particular. (Veja ocupação de leitos de UTI e enfermaria de cada hospital no fim da matéria)

No total, 11 hospitais dos 38 hospitais com UTIs Covid estão com lotação máxima. Outras 15 unidades de saúde estão com ocupação igual ou superior a 90% para UTIs. Os números apresentaram ligeira melhora em relação a esta terça-feira, quando 14 hospitais estavam lotados e a taxa de ocupação de UTIs de todo o Estado chegava a quase 90%.

Em Fortaleza, o Hospital Leonardo da Vinci (HLV), considerado unidade de referência para tratamento de Covid-19 no Estado, tem 164 dos seus 173 leitos de UTI ocupados — taxa equivalente a 94,8%. Na Capital, há quatro hospitais com UTIs totalmente ocupadas. O Hospital São José, localizado no bairro Parquelândia, tem ocupação máxima há pelo menos dois dias em todos os leitos da unidade: 28 de UTI e 46 de enfermarias.

Desde o dia 29 de janeiro deste ano, a ocupação de UTIs se manteve acima de 80%, atingindo números mais críticos durante os meses de março e abril. No dia 19 de abril, o número chegou a 94,26%. Em setembro do ano passado, a taxa era de quase 50% de disponibilidade.

Em relação à letalidade hospitalar, no entanto, os números caíram em relação ao ano passado. No dia 30 de outubro de 2020, o número chegou ao pico de 14,66% e atualmente ele se mantém abaixo dos três por cento. O indicador se refere ao número de mortes comparado à quantidade de leitos de enfermaria e UTI Covid ocupados em um determinado dia.