PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Público reclama sobre falta de informação para quem estava no prazo limite da 2ª dose

Nos drives de vacinação do Riomar Kennedy e Papicu, aposentados lamentavam a falta de informações e a incerteza sobre a data em que receberão a segunda dose do imunizante

21:33 | 29/04/2021
Fortaleza, Ce, BR 29.04.21 Na foto Maria Eudócio, 65 no estaciomento do Shopping Rio Mar Papicu indignada por não ter tomado a segunda dose da vacina na data prevista (Fco Fontenele/O POVO) (Foto: FCO FONTENELE)
Fortaleza, Ce, BR 29.04.21 Na foto Maria Eudócio, 65 no estaciomento do Shopping Rio Mar Papicu indignada por não ter tomado a segunda dose da vacina na data prevista (Fco Fontenele/O POVO) (Foto: FCO FONTENELE)

A falta de informações sobre a aplicação da segunda dose do imunizante Coronavac marcou a vacinação nesta quinta-feira, 29, e filas de carros se formaram em diversos pontos de vacinação por drive-thru. Pela tarde, nos drives do Riomar Kennedy e do Riomar Papicu a movimentação estava controlada, no entanto, as reclamações sobre falta de informações para pessoas que estavam no prazo limite do intervalo para receber a segunda dose continuou. No Papicu, a fila chegou a dar duas voltas no estacionamento, como informou um funcionário da Via Livre que estava trabalhando no local.

As principais reclamações eram devido a mudança de orientação da Prefeitura entre a manhã e noite de ontem, 28, sobre quem deveria ser imunizado com a segunda dose da Coronavac. A auditora fiscal aposentada, Maria Eudócia Melo, 65, foi uma das pessoas que não encontrou respostas no local. Na segunda-feira, 26, o marido recebeu a segunda dose do imunizante, que estava prevista para ser aplicada na terça, 27. Hoje, Eudócio foi até o drive do Riomar Papicu com o intuito de receber a sua segunda dose, que está prevista para ser aplicada amanhã, 30, mas não conseguiu.

"Liguei pro 0800 a atendente não me informou, vim aqui no Riomar Papicu pra ver se tem alguma sobra das pessoas que faltaram, mas o que me informaram foi que só vacina se tiver agendamento. Como eu fico? O prazo são 28 dias e eu não sei se terá amanhã", lamenta. A Prefeitura indicava que, seguindo o prazo do cartão de vacinação, os idosos poderiam, sem agendamento, garantir a segunda dose. Entretanto, com poucas doses, agora só quem foi agendado para ir e, nos próximos dias, até a regularização do estoque, a vacinação vai seguir apenas com doses da Astrazeneca.

LEIA MAIS | Coronavac: atraso na segunda dose prejudica imunização?

A professora aposentada, Fátima Maia, 68, também voltou para casa sem a vacina e sem informações. A vacinação dela estava agendada para hoje, na data limite dos 28 dias de intervalo depois da primeira dose. "Minha irmã disse 'vai lá no drive que uma amiga minha se vacinou ontem', eu vim aqui e não deu certo. A solução que me indicaram foi aguardar", explicou Fátima que saiu em busca de outro local para se vacinar.

Estava na mesma situação que Fátima, a pedagoga aposentada Francisca Alencar, 66. Aos prantos, ela lamentou não ter se vacinado hoje, data limite para receber a segunda dose. “Todo dia a gente vê gente morrendo. É desesperadora essa situação”, comenta e revela o medo de não conseguir se vacinar amanhã também. Apesar de hoje ter sido sua data limite para receber a segunda dose da Coronavac, seu nome não constava no agendamento.