Participamos do

Pfizer solicita autorização para usar vacina da Covid-19 em adolescentes nos EUA

Pedido foi por uso emergencial em jovens entre 12 e 15 anos. Em testes, os efeitos colaterais foram consistentes com os de adultos e a resposta imunológica foi "robusta"
20:02 | Abr. 09, 2021
Autor AFP
Tipo Notícia

A aliança farmacêutica Pfizer/BioNTech pediu nesta sexta-feira, 9, às autoridades dos EUA autorização para expandir o uso emergencial de sua vacina contra a covid-19 para jovens entre 12 e 15 anos.

As empresas também disseram em um comunicado que "planejam fazer solicitações semelhantes a outras autoridades reguladoras ao redor do mundo nos próximos dias".

Esta petição à Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) é baseada em ensaios clínicos de fase 3 nessa faixa etária "que mostraram 100% de eficácia", disseram as empresas. No final de março, a associação publicou os resultados de seus estudos realizados em 2.260 adolescentes que mostraram uma resposta imunológica "robusta" após a administração do composto.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A vacina foi "bem tolerada e os efeitos colaterais foram geralmente consistentes com os observados" em pessoas de 16 a 25 anos, disseram a Pfizer e a BioNTech na sexta-feira. No momento, essa vacina está sendo administrada nos Estados Unidos a pessoas com mais de 16 anos de idade.

De acordo com especialistas, as crianças apresentam sintomas menos graves da Covid-19 e até agora não eram um grupo prioritário, mas representam uma proporção significativa da população e devem ser imunizadas para interromper as infecções.

Esta vacina é baseada em uma tecnologia inovadora de RNA mensageiro e foi a primeira vacina aprovada no mundo ocidental contra a covid-19 no final de 2020.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags