PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Covid-19: Jogador de FIFA 21 é preso após fingir ser idoso para tomar vacina

O jogador e o gerente da Eletronic Arts, desenvolvedora do jogo, podem pegar até nove anos de prisão por falsidade ideológica e ficarão detidos até a realização do julgamento, ainda sem data para acontecer

Leonardo Maia
22:36 | 08/04/2021
A dupla ficará presa até a data do julgamento, ainda sem data para acontecer. (Foto: Divulgação)
A dupla ficará presa até a data do julgamento, ainda sem data para acontecer. (Foto: Divulgação)

O jogador profissional de Fifa 21, Rubén Zerecero, e o gerente de campanhas da Eletronic Arts (desenvolvedora do jogo), Cristian Nieva, foram presos após fingirem ser idosos para tomar a vacina contra a Covid-19 no México, nessa quarta-feira, 7. Os dois têm 31 e 35 anos, respectivamente, e usaram identidades falsas para serem imunizados contra a doença. As informações foram divulgadas pelo portal Lance.

A dupla usou casacos, pintou o cabelo de branco e um deles foi ao local de vacinação em uma cadeira de rodas. Eles foram detidos apenas na área de observação do posto de saúde, após já terem sido vacinados. Os dois foram levados para a Justiça e podem ser presos por até nove anos por falsidade ideológica e outras ofensas. Até o julgamento, ainda sem data para acontecer, eles continuarão presos.

Leia TambémTécnica de enfermagem é afastada após fingir aplicação de vacina em idosa; assista

Rubén Zerecero foi vice-campeão mundial de FIFA em 2009 e em 2015 foi homenageado como “melhor atleta de console” no Xbox. Em nota enviada ao portal Globoesporte, a Eletronic Arts disse que investigará o comportamento de seu funcionário. “Queremos deixar bem claro, que de forma alguma toleramos o comportamento alegado deste indivíduo, e isso é uma questão que nos preocupa bastante”, afirmou a empresa.