PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Quatro bairros de Fortaleza não apresentam novas mortes por Covid-19 desde dezembro

Moura Brasil, Manuel Dias Branco, Sabiaguaba e São Bento tiveram incrementos nas infecções pelo coronavírus, mas sem novos óbitos embora a Capital vivencie uma segunda onda da pandemia

Lais Oliveira
12:50 | 30/03/2021
Sabiaguaba, em Fortaleza, é um dos bairros em novas mortes por Covid-19 desde dezembro. (Foto: Fco Fontenele/O POVO) (Foto: FCO FONTENELE)
Sabiaguaba, em Fortaleza, é um dos bairros em novas mortes por Covid-19 desde dezembro. (Foto: Fco Fontenele/O POVO) (Foto: FCO FONTENELE)

Sob transmissão comunitária de Covid-19, Fortaleza enfrenta a segunda onda da pandemia causada pelo coronavírus. Enquanto a doença avança nos bairros da Capital com incremento de casos e mortes, quatro bairros não apresentam novas mortes desde dezembro: Moura Brasil, Manuel Dias Branco, Sabiaguaba e São Bento.

Comparando os dados dos boletins epidemiológicos divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) no final de dezembro e de março, é possível verificar que apenas esses quatro bairros não tiveram incrementos nos óbitos pela doença pandêmica na Capital, embora as infecções pela doença tenham aumentado. Três desse quatro têm a população inferior a 10 mil habitantes, com exceção do São Bento, que possui mais de 13 mil habitantes.

Dentre eles, Moura Brasil é o que detém a menor quantidade de óbitos: cinco. Manuel Dias Branco e São Bento vêm a seguir com sete óbitos cada. Por fim, Sabiaguaba registra 10 mortes em decorrência do coronavírus um ano após o começo da pandemia. 

Em contrapartida, os aumentos percentuais em casos de Covid-19 foram significativos desde o começo do ano nas quatro localidades. Entre janeiro e março de 2021, São Bento teve acréscimo de 68,48%. Manuel Dias Branco (67,50%), Sabiaguaba (41,80%) e Moura Brasil (37,68%) vêm na sequência. Confira o detalhamento de cada bairro:

 

Moura Brasil

 

Com 4.124 habitantes, o bairro localizado na antiga Regional I tem cinco mortes por Covid-19. As infecções pela doença aumentaram de 69 casos para 95 entre janeiro e fevereiro deste ano — acréscimo de 37,68%. A taxa de mortalidade no Moura Brasil é 121,2%. O indicador é o resultado do número total de óbitos do bairro dividido pela população do local e multiplicado por 100 mil habitantes.

 

Manuel Dias Branco

 

Manuel Dias Branco, na antiga Regional II tem 1.583 habitantes e registrou aumento de 67,5% nos casos da Covid-19 desde janeiro. O número de infectados no bairro subiu de 160 para 268. Os óbitos totalizam sete, sendo a taxa de mortalidade chega a 442,2%. 

 

Sabiaguaba

 

Pertencente à antiga Regional VI, o bairro com 2.320 habitantes saiu de 122 casos em janeiro para 173 em março (aumento de 41,8%). Sabiaguaba continua com 10 mortes pelo menos desde dezembro, possuindo taxa de mortalidade de 431%.

São Bento

 

No São Bento, o casos de Covid-19 cresceram de 92 para 155 entre o final de janeiro e final de março. O bairro com 13.107 habitantes também faz parte da antiga Regional VI e registra sete mortes com taxa de mortalidade de 53,4%.