PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Com novo recorde, Brasil tem 3.780 mortes por Covid-19 em 24h

Cerca de 8% da população brasileira recebeu pelo menos uma das doses de vacinas contra o novo coronavírus. O Ceará é o sétimo estado do país com maior número de óbitos desde o início da pandemia: 13.778

Leonardo Maia
20:24 | 30/03/2021
Ceará é o sétimo estado com maior número de mortes por covid-19 do Brasil. (Foto: FCO FONTENELE)
Ceará é o sétimo estado com maior número de mortes por covid-19 do Brasil. (Foto: FCO FONTENELE)

Atualizado às 21h11min

O Brasil registrou 3.870 mortes em decorrência da Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com dados consolidados às 19 horas desta terça-feira, 30, pelo Ministério da Saúde. O número é o maior confirmado no intervalo de 24 horas desde o início da pandemia no País. Março só acaba amanhã, 31, mas já é o mês mais letal no País desde o começo da pandemia. Com 62.918 óbitos registrados nestes 30 dias, março supera julho de 2020, que teve 32.912 pessoas vitimizadas pela doença. Veja comparação no gráfico abaixo:

Em relação ao número de casos, foram identificadas 84,5 mil pessoas com a doença durante o mesmo intervalo. No total, já são 317,6 mil mortes e 12,6 milhões de casos confirmados no Brasil. O Ceará é o sétimo estado com maior número de óbitos do País, com 13.778 casos, conforme balanço do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). São Paulo (73,4 mil), Rio de Janeiro (36,4 mil) e Minas Gerais (23,9 mil) lideram as mortes no País. De acordo com o Conass, foram registradas 3.870 mortes nas últimas 24 horas.

Leia mais | Fortaleza tem redução de casos há três semanas, mas taxa de internação ainda é alta

Nesta terça-feira, 30, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participou de reunião com gestores municipais e estaduais do Sistema Único de Saúde (SUS). Ele defendeu a necessidade de integração entre a União e as outras instâncias de poder. "Somente com o compartilhamento de ideias e a construção de políticas públicas é que teremos as condições de tornar o SUS mais eficiente no enfrentamento de todos os males que afetam a saúde brasileira", disse o ministro nas redes sociais do órgão.

Até a noite de ontem, 7,68% da população brasileira havia recebido pelo menos uma das doses contra a Covid-19, de acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa, formado por G1, O Globo, Extra, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL. No total, 52% das doses distribuídas aos estados foram aplicadas.