Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Brasil tem novo recorde de mortes por covid: 1.910 em 24 horas

Tragédia nacional
00:30 | Mar. 04, 2021
Autor Leonardo Maia
Foto do autor
Leonardo Maia Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Brasil registrou 1.910 mortes em decorrência da Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com atualização do Ministério da Saúde às 19 horas desta quarta-feira, 3. No total, 259.271 óbitos aconteceram desde o início da pandemia, de acordo com o órgão. O balanço diário também registrou 71.704 novos casos em 24 horas, o segundo pior registro desde o primeiro caso de covid-19 no Brasil, em fevereiro de 2020, elevando o número total de infecções para 10,7 milhões.

O país, de 212 milhões de habitantes, já havia registrado na terça-feira um recorde de 1.641 mortes por covid-19. A média móvel (média de casos ou mortes dos últimos 7 dias) do Brasil é de 1.331 mortes por dia, outro recorde. Desde janeiro, o país não consegue ficar abaixo da marca de mil mortes por dia, como aconteceu entre junho e agosto do ano passado.

Quase vinte dos 26 estados e o Distrito Federal têm mais de 80% de seus leitos ocupados em unidades de terapia intensiva (UTI), o que levou prefeitos e governadores a aumentarem as medidas de restrição ao deslocamento de pessoas e ao fechamento de algumas atividades. O Ceará decretou lockdown ontem.

A evolução da doença, que bate recordes de mortes e novos casos diários de forma recorrente, é o que podemos chamar de "história natural" da infecção, conforme explica a médica obstetra Liduina Rocha, integrante do Coletivo Rebento. A especialista pondera que não estamos conseguindo frear o caminho natural do vírus com o que é preconizado pelos cientistas.

"As políticas públicas não seguem o que a ciência propõe. O governo federal tomou os piores caminhos e não estamos enfrentando essa situação somente pelo vírus, mas pelas decisões tomadas a partir dele. Não adianta que estados e municípios ajam de forma isolada, é preciso que haja uma medida traçada nacionalmente para que tenhamos resultados efetivos", considerou. (com AFP)

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Covid-19: São Paulo vacina amanhã adolescentes com comorbidades

Saúde
10:44 | Ago. 17, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Começa amanhã (17) a vacinação contra covid-19 para os moradores de 16 e 17 anos da capital paulista com deficiência permanente (física, sensorial ou intelectual) ou comorbidades, além de gestantes e puérperas. São esperados cerca de 48 mil munícipes no grupo.

Os adolescentes devem estar acompanhados pelo responsável e no caso de impossibilidade do acompanhamento, esse responsável deve encaminhar uma autorização assinada para um adulto que deve estar junto do adolescente.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, os adolescentes com deficiência permanente incluem limitação motora que causa de grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas; grande dificuldade ou incapacidade de ouvir mesmo com uso de aparelho auditivo; baixa visão ou cegueira; alguma deficiência intelectual permanente que limite atividades habituais.

Para receber o imunizante é necessário o comprovante da deficiência, que pode ser um laudo médico indicando a deficiência, cartão de gratuidade no transporte público indicando deficiência, ou documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência, ou documento oficial de identidade com a indicação da deficiência. Caso não haja um documento comprobatório será possível a vacinação a partir da autodeclaração.

Para esses jovens será aplicado, exclusivamente, o imunizante da Pfizer, que até o momento é a única vacina autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para essa faixa etária.

Para tomar a vacina é obrigatório apresentar um comprovante de residência na capital, documentos pessoais, preferencialmente o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). O comprovante de endereço no município de São Paulo pode ser apresentado de forma física ou digital. Se não houver no próprio nome do munícipe, serão aceitos comprovantes em nome do pais, desde que apresentado também um documento que comprove o parentesco ou estado civil, como Registro Geral (RG) e certidão de nascimento.

A secretaria recomenda que seja feito o preenchimento do pré-cadastro no site Vacina Já para agilizar o tempo de atendimento nos postos de vacinação. Basta inserir dados como nome completo, CPF, endereço, telefone e data de nascimento. Também é indicado que, antes de se deslocar a um posto, o munícipe consulte a movimentação de cada local na página De Olho na Fila para escolher o melhor momento para se vacinar.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Banco do Brasil realiza leilão virtual com 100 imóveis e descontos de até 64%

ECONOMIA
10:03 | Ago. 17, 2021
Autor Rede Nordeste
Foto do autor
Rede Nordeste Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Banco do Brasil (BB) está com uma boa oportunidade para quem quer comprar a casa própria. Isso porque, a instituição vai realizar um leilão virtual, no dia 25 de agosto, às 13h, com 100 imóveis no catálogo. Casas e apartamentos estão entre os imóveis que podem ser arrematados com descontos de até 64% em nove estados.

Em todo o Brasil, o lance inicial mais baixo, R$ 22.975, é de uma casa residencial de 105m² na cidade de Teotônio Vilela, no Estado de Alagoas, que está com 44% de desconto.

Em Goiás, há o imóvel com maior desconto, de 64%. Trata-se de uma casa residencial de 55,66m² em Águas Lindas de Goiás, com lance inicial de R$ 35.273.

O apartamento com maior desconto está em Valparaíso de Goiás, com 48% de desconto e lance inicial de R$ 45.140. Segundo o BB, o tamanho de 105,75m².

Com 44% de desconto, há um apartamento a leilão em João Pessoa, na Paraíba. O lance inicial é de R$ 47.991,00 em 68,48m².

"O leilão de imóveis traz sempre oportunidades imperdíveis para o consumidor, com as vantagens que apenas este tipo de negócio oferece. Com os juros em baixa e o dólar em alta, esse é, sem dúvida, um dos investimentos mais rentáveis e seguros atualmente", afirma Antonio Hissao Sato Junior, leiloeiro público oficial e CEO da Sato Leilões.

Para participar do leilão, os interessados precisam ter mais de 18 anos e se cadastrar no site da Sato Leilões. No formulário, é preciso incluir informações pessoais como nome completo, CPF, RG, estado civil, data de nascimento, profissão, endereço e alguns outros dados.

Além disso, é importante estar atento ao edital do certame. Isso porque, entre as regras previstas no documento, ao menos uma delas pode causar dor de cabeça se não for levada em consideração.

Isso porque quando o imóvel está ocupado, cabe ao comprador tomar as providências e arcar com eventuais despesas para regularização e desocupação do imóvel.

Especialistas recomendam comprar preferencialmente imóveis desocupados e dão dicas, como ler o edital com atenção e visitar o imóvel antes, se possível. (Marcelo Aprígio do Jornal do Commercio para a Rede Nordeste)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Estado de São Paulo libera eventos, museus e feiras a partir de hoje

Saúde
09:44 | Ago. 17, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A partir de hoje (17) o governo de São Paulo permitirá a retomada de eventos sociais, feiras corporativas e reabertura de museus, que estavam proibidos desde o início da pandemia de covid-19. No entanto, a liberação segue condicionada ao controle de público e ao uso obrigatório de máscara.

Esses eventos também não podem gerar aglomeração. Para o comércio e os serviços não haverá mais limitação de público ou de horário de funcionamento.

Eventos que provoquem aglomeração, como shows, casas noturnas e competições esportivas com público, por exemplo, continuam proibidos no estado.

“A partir de 17 agosto teremos toda a população [adulta do estado de São Paulo] com acesso à primeira dose [de vacina contra a covid-19]. Com isso, eventos sociais, corporativos, culturais e esportivos passam a ser permitidos em um modelo onde não há restrição de ocupação, mas permanece a restrição de distanciamento. Então, o cálculo de ocupação precisa ser realizado, porque não pode haver aglomeração, e as pessoas precisam estar distanciadas. O uso de máscaras permanece”, disse a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen.

A liberação de atividades começa em um momento em que o estado vem apresentando queda no número de óbitos e de internações por covid-19, graças ao avanço da vacinação. No entanto, isso não significa que a pandemia esteja controlada.

Na semana passada, o estado voltou a apresentar um crescimento no número de casos. Além disso, o número de casos pela variante Delta (inicialmente identificada na Índia) já vem crescendo no estado e pode se tornar prevalente. A variante Delta foi responsável pelo aumento do número de casos em diversos países do mundo, inclusive na Europa e nos Estados Unidos.

Segundo a secretária, os shows com público em pé, torcidas e pistas de dança vão continuar proibidos no estado até o dia 1º de novembro, quando o governo espera que pelo menos 90% dos adultos de São Paulo tenham concluído o seu esquema vacinal contra a covid-19.

A partir daí, o governo espera liberar todos esses eventos, desde que continue havendo controle de público. “A partir de 1º de novembro será permitido eventos com controle de público, mas que possam ter pessoas em pé e pistas de dança. Lembrando que o distanciamento e o uso de máscara continuam obrigatórios”, afirmou.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Nova Zelândia anuncia confinamento de três dias após detecção de caso de Covid-19

HTH
07:48 | Ago. 17, 2021
Autor AFP
Tipo Notícia

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, decretou nesta terça-feira (17) um confinamento de três dias para o conjunto do país após a detecção de um caso de origem local de contaminação por coronavírus.

 

Ardern afirmou que a Nova Zelândia, que não registrava nenhuma contaminação entre a população em seis meses, não pode correr risco com a variante delta, muito mais contagiosa, o "que muda a situação".

 

"Observamos o que pode acontecer em outros lugares caso não consigamos controlar a situação. Só temos uma oportunidade", declarou Ardern.

 

A Nova Zelândia deve permanecer em confinamento durante três dias a partir de terça-feira à noite. Auckland e a região vizinha de Coromandel respeitarão a medida por uma semana.

 

O arquipélago neozelandês foi elogiado por sua gestão eficaz da pandemia de Covid-19, que até o momento provocou apenas 26 mortos em uma população de 5 milhões de habitantes.

 

O país não decretava um confinamento nacional há mais de um ano e a vida retomou o ritmo quase normal. Mas a campanha de vacinação permitiu imunizar apenas 20% da população por completo até o momento.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Covid-19: DF começa a vacinar jovens a partir de 18 anos

Saúde
07:29 | Ago. 17, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Distrito Federal (DF) começa nesta terça-feira (17) a vacinar contra a covid-19 jovens com idade a partir de 18 anos. A aplicação das doses estará disponível a partir do meio-dia. Essas faixas de idade poderão continuar recebendo a vacina, de acordo com a disponibilidade dos imunizantes.

O início da vacinação ao meio-dia ocorre pelo fato de o DF ter recebido o insumo necessário à vacina (diluente) na noite de ontem. Com isso, foi necessário um tempo para a preparação das doses.

Para esta nova fase da vacinação, foram recebidas 55.150 doses de CoronaVac e 60.840 doses do imunizante da Pfizer.

O plano do DF é avançar na imunização de adolescentes para o conjunto da faixa etária, e não somente para aqueles com comorbidades. Isso depende, no entanto, da entrega de mais doses, o que é esperado para esta semana.

Em entrevista coletiva nessa segunda-feira (16), o secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, informou que mais de 75% dos moradores do DF com mais de 18 anos já receberam a primeira dose ou a dose única.

Considerando o conjunto da população, foram imunizados 60,25%. Quanto à segundo dose, o índice de imunização chega a 29,85% da população com mais de 18 anos e a 22,59% do total de moradores da capital.

Variante Delta

O secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, disse que já foram identificados 87 casos da variante Delta. Desse total, 53 são mulheres e 34, homens. As faixas etárias com mais casos são de pessoas entre 20 e 29 anos (21) e entre 50 e 59 anos (22).

Okumoto lembrou que cidades de outros países, como Nova York e Tel Aviv, voltaram a exigir o uso de máscaras em razão da retomada dos casos, especialmente da variante Delta. Ele reforçou a importância das medidas de prevenção.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags