PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Em Manaus, recém-formados são suspeitos de furar fila da vacinação contra Covid-19

Os profissionais estavam entre os primeiros vacinados e foram contratados há poucos dias pelo Gabinete da Prefeitura.

22:30 | 12/02/2021
Gêmeas da família Lins, recém-formadas, recebendo a vacina contra Covid no 1º dia de campanha em Manaus. (Foto: Reprodução)
Gêmeas da família Lins, recém-formadas, recebendo a vacina contra Covid no 1º dia de campanha em Manaus. (Foto: Reprodução)

Três médicos são investigados, pelo Ministério Público do Estado do Amazonas por suspeita de burlar a ordem de prioridade da vacinação contra Covid-19. Os profissionais foram contratados há poucos dias e já receberam a 2ª dose do imunizante em Manaus. A aplicação da segunda dose começou na terça, 9, na capital. As informações são do portal G1.

De acordo com o sistema disponibilizado pela prefeitura, David Louis Dallas, filho de um suplente de deputado estadual, e as gêmeas Isabelle e Gabrielle Lins são os recém-contratados que já receberam a 2ª dose.

A notícia traz o posicionamento de órgãos de controle como o Ministério Público Federal (MPF), que informou não haver ilegalidade dos profissionais terem recebido a segunda dose, já que eles atuam no atendimento a pacientes com Covid-19.

No entanto, a suspeita está na ilegalidade na contratação, já que os profissionais da saúde estavam entre os primeiros vacinados contra Covid, e tinham sido contratados há poucos dias pelo gabinete da prefeitura.