PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Não há provas da presença do vírus da Covid-19 em Wuhan antes de dezembro de 2019

Conclusão é da missão da Organização Mundial da Saúde (OMS) que na China

07:48 | 09/02/2021

Peter Ben Embarek e Marion Koopmans participam de entrevista coletiva para encerrar a visita de uma equipe internacional de especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) à cidade de Wuhan (Foto: AFP)
Peter Ben Embarek e Marion Koopmans participam de entrevista coletiva para encerrar a visita de uma equipe internacional de especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) à cidade de Wuhan (Foto: AFP)

Não há evidências suficientes para determinar que a Covid-19 estava se disseminando no centro de Wuhan, na China, antes de dezembro de 2019 - afirmou nesta terça-feira, 9, uma missão conjunta de especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da China sobre as origens da pandemia em Wuhan.

"Não há indicação da transmissão do Sars-Cov-2 na população do período anterior a dezembro de 2019", disse Liang Wannian, chefe da equipe da China, em entrevista coletiva, acrescentando que "não há evidências suficientes" para determinar se o vírus já havia se espalhado na cidade antes disso.

 


TAGS