PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

BioNTech/Pfizer prometem até 75 milhões de vacinas adicionais para UE

As duas empresas esperam "aumentar as entregas a partir da semana de 15 de fevereiro"

07:07 | 01/02/2021
Os frascos da vacina Pfizer-BioNTech Covid-19  (Foto: AFP)
Os frascos da vacina Pfizer-BioNTech Covid-19 (Foto: AFP)

O laboratório alemão BioNTech anunciou, nesta segunda-feira, 1º, a aceleração de suas remessas para a União Europeia da vacina contra a Covid-19, desenvolvida com o americano Pfizer, e prometeu até mais 75 milhões de doses no segundo trimestre.

 

As duas empresas esperam "aumentar as entregas a partir da semana de 15 de fevereiro" e fornecer "a quantidade de doses que nos comprometemos (a entregar) no primeiro trimestre", bem como "até 75 milhões de doses adicionais para a União Europeia no segundo trimestre", no âmbito dos contratos existentes, explicou o diretor financeiro (CFO), Sierk Poetting, em comunicado enviado à AFP.

 

O anúncio surge no dia de uma cúpula entre líderes alemães e vários grupos farmacêuticos para tentar impulsionar a campanha de vacinação, que avança lentamente na Alemanha e em muitos outros países europeus.

 

Após a desaceleração no fornecimento, devido a alterações na cadeia produtiva da fábrica belga de Puurs, "voltamos ao nosso plano inicial de entregas", acrescentou Poetting.

 

No total, a UE fez um pedido de 600 milhões de doses de seu fármaco, chamado "Comirnaty".

 

O anúncio da diminuição temporária da oferta provocou, em meados de janeiro, a revolta e a indignação de vários governos europeus. A tensão aumentou ainda mais quando o laboratório britânico AstraZeneca também informou que entregaria menos doses do que o previsto.