PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Vacinação estaria sendo negada para profissionais de odontologia no Centro de Eventos, relata CRO

O motivo, de acordo com o próprio Conselho Regional de Odontologia, é o cumprimento da determinação do MPCE e do MPF para priorizar vacinação dos profissionais que atuam na linha de frente contra a Covid

23:47 | 26/01/2021
ÓRGÃO promete apurar denúncias de irregularidades na distribuição dos imunizantes (Foto: NELSON ALMEIDA / AFP)
ÓRGÃO promete apurar denúncias de irregularidades na distribuição dos imunizantes (Foto: NELSON ALMEIDA / AFP)

A vacina contra Covid-19 estaria sendo negada aos profissionais de odontologia no Centro de Eventos do Ceará, primeiro centro de vacinação de Fortaleza, segundo relata o Conselho Regional de Odontologia (CRO). Nesta terça-feira, 26, representantes do CRO estiveram presentes no local para sanar questões quanto às reclamações recebidas pela entidade. De acordo com a entidade, os profissionais que relataram a negativa estavam com vacinação agendada.

Em nota, o CRO explicou que, em cumprimento à determinação do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) e do Ministério Público Federal (MPF), têm prioridade na vacinação os profissionais que atuam em unidades hospitalares que atendem pessoas com Covid-19. A nova regra foi decidida em reunião virtual ocorrida na segunda-feira, 25, entre os ministérios e as Secretarias do Município de Fortaleza (SMS) e do Estado. O POVO tentou entrar em contato com a Saúde do Estado (Sesa), mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.

LEIA MAIS | O que deve fazer quem agendou vacinação mas não recebeu confirmação? Tire essa e outras dúvidas

Nota divulgada pelo Conselho Regional de Odontologia
Nota divulgada pelo Conselho Regional de Odontologia (Foto: Reprodução)

Dos profissionais de odontologia agendados para esta terça-feira, apenas “alguns” foram vacinados, afirma o vereador e odontólogo Danilo Lopes (Podemos), que visitará o Centro de Eventos amanhã, 27, para entender como ocorrerá o reagendamento. Ele diz que estará acompanhado dos também vereadores Carmelo Neto (Republicanos), Márcio Martins (Pros), Ronaldo Martins (Republicanos), Julierme Sena (Pros), Inspetor Alberto (Pros) e Pedro Matos (Pros).

“Como profissional, pesquisador e professor da saúde, que alicerçou toda a carreira na ciência como forma de melhorar a qualidade de vida das pessoas, quero entender como está ocorrendo a vacinação e como será a retomada dos agendamentos visto que vários problemas ocorreram nesses primeiros dias. As informações devem ser precisas e detalhadas visando não criar expectativas nem transtornos à população”, ressalta o vereador.

LEIA MAIS | Saúde atualiza plano de vacinação com novas categorias na prioridade

Seguindo a ordem de prioridade, em seguida serão vacinados profissionais de saúde que atuam em outros hospitais e unidades de atendimento. Foi solicitado ainda que a vacinação nos próprios hospitais, dos respectivos profissionais, seja feita com prioridade.

Idosos com idade acima de 75 anos devem continuar o agendamento para vacinação pelo aplicativo Mais Saúde Fortaleza (disponível para Android e iOS) e pelo site Vacine Já. De acordo com Sesa e SMS, este grupo receberá, exclusivamente, as doses dos imunizantes recém-chegados produzidas pela farmacêutica AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford.