PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Vacinação contra Covid-19 começa no Hospital Geral Dr. César Cals

A técnica de enfermagem Thais Nogueira Chaves foi a primeira pessoa a ser vacinada no hospital. De março de 2020 até o momento, foram atendidos 768 suspeitos de Covid-19 no HGCC. Desse total, foram confirmados 399

Lais Oliveira
19:24 | 23/01/2021
A técnica de enfermagem Thais Nogueira Chaves foi a primeira pessoa a ser vacinada no Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), em Fortaleza. (Foto: Divulgação/Sesa)
A técnica de enfermagem Thais Nogueira Chaves foi a primeira pessoa a ser vacinada no Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), em Fortaleza. (Foto: Divulgação/Sesa)

Profissionais da linha de frente do Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), em Fortaleza, começaram a ser vacinados neste sábado, 23, contra a Covid-19. A técnica de enfermagem Thais Nogueira Chaves foi a primeira pessoa a ser vacinada. Ela atua com os pacientes acometidos pelo coronavírus desde o início da pandemia no hospital da rede pública do Estado.

A técnica ajudou até mesmo a estruturar os espaços que seriam destinados aos pacientes da doença pandêmica. “Desde o final de março, atuo no Eixo Covid-19. Estava ansiosa demais por este momento. Foi uma emoção muito grande. Hoje eu posso dizer que estou muito feliz”, relata. No HGCC, de março de 2020 até o momento, foram atendidos 768 suspeitos de Covid-19. Desse total, foram confirmados 399.

As doses da CoronaVac, produzidas pelo Instituto Butantã, em São Paulo, foram levadas pela equipe de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). Além disso, a equipe de imunização do HGCC foi mobilizada para viabilizar o momento de vacinação.

Em Fortaleza, a vacinação começou na segunda-feira, 18, pelos primeiros grupos prioritários, de acordo com o plano de vacinação municipal. Nesse momento da primeira fase, estão sendo vacinados profissionais que atuam na linha de frente no combate à pandemia, além de idosos e pessoas com deficiência maiores de 18 anos institucionalizados, os trabalhadores dessas instituições e também indígenas que vivem em terras demarcadas.

Kelmy Eminely, há 18 anos trabalhando no HGCC, afirma que estava ansiosa pela vacinação nos últimos dias e que hoje se sente grata por fazer parte dos vacinadores contra a Covid-19. “Ser a primeira vacinadora a aplicar a CoronaVac me deixou muito feliz e muito grata”, declara.