PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Covid-19: Camilo propõe inclusão de professores no primeiro grupo de vacinação

Os profissionais da educação, apesar de serem considerados prioritários, foram excluídos das três primeiras fases do Plano Nacional de Imunização

Marcela Tosi
17:32 | 30/12/2020
Governador Camilo Santana articula entrada de professores no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19 (Foto: Julio Caesar/ O POVO)
Governador Camilo Santana articula entrada de professores no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19 (Foto: Julio Caesar/ O POVO)

O governador Camilo Santana enviou nesta quarta-feira, 30, ofício ao Ministério da Saúde posicionando-se a favor de incluir os professores, de todos os níveis e categorias, na primeira fase do Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19. Apesar de serem considerados prioritários, os profissionais não constam nas três primeiras fases previstas pelo governo federal.

A solicitação se justifica pelo fato de que professores têm contato diário, longo e direto com um público heterogêneo em espaços fechados. O governador baseia seu pedido também no fato de que "muitas escolas estão retornando gradualmente às aulas presenciais, o que tem intensificado o risco de transmissão do vírus entre docentes e discentes". 

Santana menciona ainda as famílias que desejam o retorno das aulas, mas temem pela saúde dos filhos. "Para amenizar esse temor, é necessário que os profissionais que mais têm contato com os alunos estejam devidamente imunizados contra a Covid-19", afirma no documento.

LEIA MAIS | Ministério da Saúde: vacinação poderá começar em 20 de janeiro

LEIA MAIS | Todos pela Educação: 2021 não pode ser um ano sem aulas presenciais

LEIA MAIS | Ceará deve investir mais de R$ 7,5 mi em vacinação contra Covid-19

Ontem, 29, o chefe do Executivo cearense afirmou por meio de transmissão ao vivo que tem defendido, junto ao Ministério da Educação, que professores sejam incluídos no primeiro grupo de vacinação contra a Covid-19 em 2021. Camilo lembrou que a etapa inicial da imunização contemplará primeiramente profissionais da saúde e pessoas que compões o grupo de risco.

"Tenho defendido, junto ao Ministério da Educação, que os professores também entrem na primeira fase da vacinação. Porque a vacinação vai ser em fases e a primeira está prevista para profissionais de saúde e pessoas com mais de 65 anos. E é importante incluir nessa primeira fase os professores, porque têm muito contato com crianças, jovens, muitas vezes assintomáticas", justificou.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >