PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

PMA não receberá Prêmio Nobel da Paz em dezembro em Oslo devido à pandemia

"Estamos considerando a possibilidade de celebrar uma cerimônia digital de entrega do prêmio em 10 de dezembro", afirmou a Fundação, que deve organizar um evento com a presença de Beasley em 2021

08:44 | 18/11/2020

Refugiados etíopes que fugiram dos intensos combates em sua terra natal de Tigray, cozinham sua refeição no centro de recepção de fronteira de Hamdiyet, no estado sudanês oriental de Kasala, em 14 de novembro de 2020 (Foto: AFP)
Refugiados etíopes que fugiram dos intensos combates em sua terra natal de Tigray, cozinham sua refeição no centro de recepção de fronteira de Hamdiyet, no estado sudanês oriental de Kasala, em 14 de novembro de 2020 (Foto: AFP)

O diretor do Programa Mundial de Alimentos (PMA) da ONU, David Beasley, não viajará a Oslo em dezembro para receber o Prêmio Nobel da Paz 2020, devido à pandemia do coronavírus, informou nesta quarta-feira a Fundação Nobel.

 

"Estamos considerando a possibilidade de celebrar uma cerimônia digital de entrega do prêmio em 10 de dezembro", afirmou a Fundação, que deve organizar um evento com a presença de Beasley em 2021.

 

"Neste momento, dadas as circunstâncias em Oslo, não seria possível realizar a cerimônia, assim como o restante das atividades do programa do premiado", informaram os organizadores.

 

Ao adiar para 2021 a cerimônia física de entrega do prêmio, os organizadores se unem à decisão anunciada em setembro em Estocolmo para os outros premiados deste ano.

 

O Nobel da Paz foi atribuído em outubro ao PMA por sua luta contra a fome, usada com frequência como uma arma de guerra.