PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Covid-19: Agefis notificou 26 academias em duas semanas por más condições sanitárias em Fortaleza

Fortaleza teve 629 estabelecimentos fechados por descumprimento das medidas do decreto desde maio deste ano

Rubens Rodrigues
12:34 | 23/08/2020
 Academias estão fora da 4ª Fase de retomada econômica em Fortaleza (Foto: Edimar Soares em 25-06-2013)
Academias estão fora da 4ª Fase de retomada econômica em Fortaleza (Foto: Edimar Soares em 25-06-2013)

Pelo menos 26 academias foram notificadas pela Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) no período de duas semanas em ações de fiscalização devido a retomada econômica em Fortaleza. Foram 49 academias visitadas entre 30 de julho último e o dia 13 deste mês. Apenas 28 estabelecimentos estavam em condições adequadas para funcionar. Fortaleza teve 629 estabelecimentos fechados por descumprimento das medidas do decreto desde maio deste ano.

Conforme a Agefis, 13 das academias monitoradas foram notificados sobre condições higiênico-sanitárias. Outras 13 foram notificados em relação às medidas de enfrentamento à Covid-19. Ao todo, o órgão realizou 275 operações para monitoramento, abordagens a estabelecimentos e ordenamento de filas entre os dias 1 a 21 deste mês.

LEIA TAMBÉM |Ceará passa dos 205 mil casos de Covid-19 e tem mais de 175 mil recuperados

No Centro da cidade, 37 ambulantes foram orientados a sair de praças e calçadas nesses 21 dias de agosto. Além disso, os fiscais da Agefis trabalharam em ordenamento de filas com orientação sobre o distanciamento social e higienização de mãos com álcool gel 70%. Panfletos educativos e máscaras de tecido foram distribuídas.

Ainda de acordo com o órgão, a atuação no Centro é reforçada em dias de abertura dos galpões no entorno da Catedral de Fortaleza e nas vias próximas, a exemplo da rua José Avelino - conhecida pela intensa presença dos feirantes.

"Os fiscais atuam abordando os ambulantes que circulam na região, orientando para que desocupem o espaço público e alertando que a irregularidade pode resultar em multa e apreensão de mercadorias", diz a nota. "Na região também ocorre a formação de extensas filas dos que aguardam a abertura e acesso aos galpões e lojas".

A Agefis diz que age na região diariamente, com o apoio da Guarda Municipal, da Polícia Militar e da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). De 8 de maio a 21 de agosto, Agefis realizou mais de 3.105 operações de monitoramento. Deste total, 90 ações foram em feiras.

O impacto dos assintomáticos no curso da pandemia

Restaurantes

Em julho, o foco das inspeções foi em restaurantes, lanchonetes e congêneres para verificar se a manipulação de alimentos estava sendo feita forma adequada, conforme as legislações vigentes e os Decretos Municipais sobre as ações de enfrentamento à Covid-19.

No setor, a operação foi entre os dias 7 e 30 de julho, com 125 estabelecimentos verificados. Desses, 70 foram notificados pelas condições higiênico-sanitárias e 88 foram notificados por descumprimentos às medidas de enfrentamento à Covid-19.

Brasil chega a 3,58 milhões de casos e 114,25 mil mortes por Covid-19