PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Nova Zelândia ordena confinamento em Auckland após primeiros casos de coronavírus em 102 dias

A Nova Zelândia contabilizou 22 mortes em uma população de 22 milhões de habitantes e não registrava transmissões locais desde 1 de maio

08:41 | 11/08/2020
Primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, fez o anúncio (Foto: Mark Mitchell / POOL / AFP)
Primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, fez o anúncio (Foto: Mark Mitchell / POOL / AFP)

A Nova Zelândia anunciou nesta terça-feira, 11, as primeiras infecções por transmissão local do coronavírus em 102 dias, o que levou a primeira-ministra Jacinda Ardern a ordenar o confinamento de Auckland, a maior cidade do país.

Ardern, que teve a gestão na luta contra a Covid-19 elogiada em todo o planeta, disse que foram detectados quatro casos de origem desconhecida em uma família de Auckland.

"Depois de 102 dias, temos nossos primeiros casos de Covid-19 fora do isolamento ou dos centros de quarentena. Apesar de termos trabalhado de modo incrivelmente duro para prevenir este cenário, também nos preparamos para isto", afirmou a chefe de Governo.

LEIA MAIS - Nova Zelândia planeja uma "bolha" turística com as Ilhas Cook

Na segunda-feira, 10, a Organização Mundial da Saúde (OMS) elogiou o país como um exemplo por ter conseguido "eliminar com êxito a transmissão comunitária".

A Nova Zelândia contabilizou 22 mortes em uma população de 22 milhões de habitantes e não registrava transmissões locais desde 1 de maio.

Como resultado, o país tem uma vida praticamente normal, sem medidas de distanciamento físico e com a organização de eventos culturais e esportivos com a presença de público.

As autoridades de saúde, no entanto, advertiram de modo reiterado que uma segunda onda de infecções era "inevitável".

A população de Auckland permanecerá confinada por pelo menos três dias a partir de quarta-feira e algumas medidas de distanciamento físico serão retomadas no restante do país.