PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Com baixa nos casos de coronavírus, enfermarias do HGF voltam a receber pacientes eletivos

Durante o pico da doença na Capital as seis alas de enfermaria chegaram a atender 225 pacientes

Alan Magno
12:49 | 17/07/2020
Hospital de Campanha do HGF foi montado com estrutura para 39 leitos de enfermaria. (Foto: Aurelio Alves/O POVO)
Hospital de Campanha do HGF foi montado com estrutura para 39 leitos de enfermaria. (Foto: Aurelio Alves/O POVO)

Com mais de sete semanas com declínio no número de casos de coronavírus na Capital, as seis alas de enfermaria do Hospital Geral de Fortaleza (HGF) voltaram a ser destinadas exclusivamente para atendimentos eletivos. Durante o pico de Covid-19, entre os meses de abril e maio, as alas haviam sido destinadas para atender a casos suspeitos de baixa complexidade da doença.

Cada uma das unidades de enfermaria do HGF possui capacidade para 38 pacientes. Desde o início da pandemia de coronavírus, chegaram a receber 225 pacientes, registrando 100% de ocupação em seis alas. Com a alta demanda e o risco de contaminação, as estruturas ficaram reservadas para o enfrentamento da pandemia e os atendimentos eletivos foram suspensos.

LEIA TAMBÉM | No HGF e no Hospital de Messejana, leitos voltam a receber pacientes de outras patologias

Para além delas, houve a necessidade de criação do Hospital de Campanha do HGF. Estrutura foi montada com 39 leitos de enfermaria, diante da procura intensa por atendimento deviso à nova doença. A Covid-19 já atingiu 38.931 pessoas na Capital, resultando na morte de 3.574 pessoas no Estado, segundo dados da plataforma IntegraSUS, atualizada pela Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa), às 9h05min de hoje, 17.

Diante do novo cenário de diminuição do número de casos, a estrutura que havia sido montada como reforço consegue atender à atual demanda para tratamento de coronavírus registrada pelo HGF. Atualmente estão internadas 14 pessoas em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e 28 pessoas nas enfermarias, segundo assessoria da unidade. A entidade pontuou ainda que o retorno aos atendimentos eletivos está sendo de forma gradual.

Monte Klinikum

Outra unidade de saúde presente na Capital também está redirecionando os leitos antes exclusivos para pacientes com Covid-19 é o Hospital Monte Klinikum. Um vídeo informando sobre o fechamento da ala de UTI para coronavírus da unidade devido total ausência de pacientes estava viralizando nas redes sociais esta semana.

No vídeo, uma equipe de profissionais de saúde aparece saindo da área reservada de alguns leitos e apagando as luzes. Em seguida, os profissionais se agrupam, batem palmas e vibram como forma de comemorar a redução dos impactos da pandemia na Capital. Procurado pelo O POVO, o Hospital não respondeu sobre a veracidade do vídeo ou se este de fato se referia à unidade.

Ao O POVO, a instituição informou apenas que, no vídeo, a estrutura filmada era de uma ala hospitalar e não de uma ala de UTI. O Hospital acrescentou ainda que: “Reduziu áreas destinadas a pacientes com Covid-19 devido à diminuição do número de pacientes com Covid-19 hospitalizados em todo o estado do Ceará”.

O monte Klinikum pontuou ainda que, a depender da demanda, tais áreas podem ser novamente reservadas para enfrentamento da pandemia. Questionado sobre o número de leitos disponíveis e quantos estavam sendo destinados a atendimentos eletivos de outras doenças, a assessoria de comunicação do hospital informou que não poderia repassar outras informações além da nota.

Confira nota do Monte Klinikum na íntegra
"O Hospital Monte Klinikum informa que reduziu áreas destinadas a pacientes com Covid-19 devido à diminuição do número de pacientes com Covid-19 hospitalizados em todo o estado do Ceará. Destaca, entretanto, que pode aumentar os leitos em operação, de acordo com a demanda".

(Colaborou Leonardo Maia)