PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Prefeito de Manaus vai finalizar tratamento da Covid-19 no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo

O tucano embarcou nesta segunda-feira, 6, em uma aeronave alugada ao lado da esposa, Elisabeth Ribeiro, que também contraiu a doença

22:05 | 06/07/2020
O prefeito estava internado em Manaus desde o último dia 29 de junho (Foto: Divulgação/Secretaria Municipal de Comunicação de Manaus)
O prefeito estava internado em Manaus desde o último dia 29 de junho (Foto: Divulgação/Secretaria Municipal de Comunicação de Manaus)
Diagnosticado com coronavírus no último dia 29 de junho, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), de 74 anos, embarcou na tarde desta segunda-feira, 6, para São Paulo, onde vai concluir o tratamento no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista. O tucano embarcou em um aeronave alugada ao lado da esposa, Elisabeth Ribeiro, que também contraiu a doença.
 
O prefeito, que estava no Hospital Adventista de Manaus, não irá para a UTI em São Paulo e vem se recuperando bem. Ele não chegou a ser entubado durante a internação e hoje tem 30% do pulmão comprometido. Segundo auxiliares, ele optou pelo Sírio Libanês porque se trata há 30 anos no hospital paulista. Por meio de nota, o prefeito afirma que precisará realizar também outros exames de rotina na unidade de saúde, onde possui "todo o seu histórico médico".
 
"Recebi todos os cuidados necessários no hospital Adventista e já tenho PCR reduzido para 30%, o que segundo os médicos é muito bom. Preciso fazer outros exames, como da cirurgia para retirada da próstata que fiz há alguns anos, então decidi ir a São Paulo, onde tenho todo meu histórico médico", diz o prefeito por meio da nota da Prefeitura de Manaus.
 
O último boletim médico do prefeito disse que o paciente está com "melhora global e mantendo o ar ambiente em boa saturação". A capital do Amazonas registrou um dos mais dramáticos cenários da pandemia, mas o número de casos já caiu para um terço do auge da crise sanitária.