PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Pesquisa revela que células humanas criam "tentáculos" após infecção por coronavírus

Registros foram feitos por especialistas e permitiram ainda a descoberta de quais medicamentos existentes podem ter efeito positivo no combate ao vírus Sars-CoV-2, que causa a Covid-19

19:29 | 03/07/2020
Momento em que o novo coronavírus invade células humanas e cria ramificações (Foto: ELIZABETH FISCHER, MICROSCOPY UNIT NIH/NIAID)
Momento em que o novo coronavírus invade células humanas e cria ramificações (Foto: ELIZABETH FISCHER, MICROSCOPY UNIT NIH/NIAID)

Equipe internacional de cientistas descobriu que as células humanas ganham ramificações parecidas com tentáculos após serem invadidas pelo Sars-CoV-2, vírus causador da Covid-19. De acordo com informações da BBC News Mundo, os especialistas registraram a transformação por meio de fotografias e descobriram ainda medicamentos que podem causar efeito positivo no combate ao vírus. 

A mudança foi observada por cientistas da Unidade de Microscopia dos Laboratórios Rocky Mountain, nos Estados Unidos, e cientistas da Universidade de Freiburg, na Alemanha, que se mobilizam junto a outras instituições para entender como o Sars-CoV-2 age no organismo. Na ocasião, foi percebido que ele se expande dentro da célula e faz com que ela se ramifique em uma espécie de tentáculo.

Essa mutação criada permite que o vírus se locomova, usando a ramificação para sair da célula afetada e para alcançar outras, o que agilizaria o processo de infecção e ajudaria em sua propagação pelo organismo.

Ainda de acordo com reportagem, além dessas transformações, especialistas também observaram que o Sars-CoV-2 assume o comando de enzimas para alterar os padrões de proteínas celulares, manipulando as células humanas para conseguir se reproduzir de forma rápida e livre no organismo.

A notícia boa, no entanto, é que o estudo também indicou que medicamentos existentes, como alguns que são utilizados em tratamento contra o câncer, podem ser capazes de inibir a formação dos tentáculos e de interromper o comando que o vírus exerce dentro das células humanas.

 

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >