PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Ativistas fazem cemitério simbólico no Recife em homenagem às 60 mil vítimas da Covid-19

A ação foi em protesto pelas políticas de afrouxamento do isolamento social do Governo Bolsonaro

16:30 | 02/07/2020
Ativistas colocaram 180 cruzes nas areias da praia de Boa Viagem, no Recife, em homenagem às vítimas do novo coronavírus e em protesto contra Bolsonaro (Foto: Bruno Campos / JC Imagem)
Ativistas colocaram 180 cruzes nas areias da praia de Boa Viagem, no Recife, em homenagem às vítimas do novo coronavírus e em protesto contra Bolsonaro (Foto: Bruno Campos / JC Imagem)

A Praia de Boa Viagem, principal cartão-postal do Recife, acordou com uma paisagem diferente na manhã desta quinta-feira, 2. Em memória às mais de 60 mil vítimas do novo coronavírus do Brasil, 180 cruzes foram colocadas na areia. A ação foi realizada pelo grupo Recife Ativista, em protesto contra as medidas do Governo Federal na contenção da Covid-19.

“Queremos denunciar essa política genocida do Governo Bolsonaro, do boicote ao isolamento social, como decorrência do boicote o Brasil hoje é o segundo país que mais morreu pelo doença”, afirmou Áureo Cisneiros, um dos organizadores do movimento.

Os adereços contrastam com os moradores que circulam pela orla, reaberta desde o dia 20 de junho. Para ele, a movimentação na praia é consequência direta do enfraquecimento promovido pela Presidência das políticas de distanciamento. "Esse boicote está retardando a nossa saída do isolamento, e se demorar muito vamos entrar de novo. Se tivessem tratado a coisa de forma coordenada, sem dúvida nenhuma estaríamos na ultima fase do isolamento."

A manifestação também foi em defesa do estado democrático de direito, falou. “A gente fez questão de botar a bandeira do Brasil com a palavra ‘democracia’ escrita nela”.

Do Jornal do Commercio via Rede Nordeste