PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Profissionais da saúde recebem acompanhamento psicológico de secretaria

Atendimento é oferecido através de chat no WhatsApp e por site da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa)

Iara Costa
14:37 | 02/07/2020
Profissional sendo treinado em maio para atendimento psicológico (Foto: Reprodução/Sesa)
Profissional sendo treinado em maio para atendimento psicológico (Foto: Reprodução/Sesa)

Inspirado no serviço Covid-19, que presta atendimento à população com sintomas do novo coronavírus, a Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa) lançou o Covida-19. A finalidade deste último é prestar atendimento psicológico à população e também aos profissionais que trabalharam diretamente em ambientes hospitalares.

Para prestar atendimento a todos, mais de 450 médicos residentes em psicologia foram treinados pela secretaria, conforme informou o enfermeiro e coordenador de saúde mental, álcool e outras drogas da pasta, Adriano de Sousa, que destacou a importância da manutenção do atendimento voltado para profissionais que têm atuado em espaços hospitalares. “A gente acredita que o apoio (psicológico) é fundamental porque esses profissionais têm passado situações significativas de perdas no dia a dia e isso complica bastante. Acreditamos que a escuta terapêutica possa fortalecê-los para desenvolver suas atividades profissionais diariamente”, disse.

Participante voluntário, o psicólogo Caetano de Castro explicou como é organizado o atendimento. “Os atendimentos são realizados em uma plataforma criada especificamente para este fim, feitos de forma online, algo que se assemelha a um atendimento presencial. Primeiramente, é feito uma triagem, uma espécie de anamnese, onde busca-se identificar naquele que vem a solicitar atendimento suas reais necessidades e, uma vez identificadas essas necessidades, este paciente é direcionado a um profissional que esteja no plantão naquele dia e horário”, explica.

Dentro da confidencialidade entre paciente e psicólogo, Caetano relatou que os principais diagnósticos tem sido de ansiedade. “Sentimentos como a ansiedade passa a ser parte presente na vida destes profissionais que se mostra no medo que passam a sentir, não só do contágio em si, mas também de serem transmissores desse contágio a familiares, amigos, pessoas de suas convivências. Não há uma pressão no sentido de se sentirem pressionados por algo ou alguém, mas sim deles próprios, profissionais, no sentido de acharem respostas para a enfermidade que enfrentam”, explicou o psicólogo.

O profissional de saúde mental salientou como tem sido importante para profissionais de saúde que seus sentimentos em meio à pandemia sejam escutados. “Para administrar a ansiedade diante do alarme sanitário, acho que seria importante que cada um escutasse a mensagem do seu medo. Seria importante conhecer esse medo. Se é um medo antigo; se é novo; ou se você aprendeu com alguém. Entendemos crise como qualquer momento de desorganização aguda, podendo encarar a crise como um momento de perigo e risco mas, também, pode ser vista como uma oportunidade de mudanças”, relatou.

De acordo com o coordenador Adriano de Sousa, o Covida-19 está disponível para toda a população do Estado até dezembro.

Serviço

Covida-19

Como acessar:

https://www.saude.ce.gov.br

WhatsApp: (85) 8439 0647

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >