PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Cinco municípios do Ceará estão com baixa transmissão da Covid-19

Entre as cinco regiões de saúde, apenas o Cariri, no Sul do Ceará, permanece em alta transmissão

Ismia Kariny
13:20 | 26/06/2020
A taxa de transmissão RT se refere ao índice de propagação de uma doença infecciosa entre pessoas suscetíveis à contaminação. Isso impacta no número de pessoas contaminadas e que precisam de internação (Foto: Aurelio Alves/O POVO)
A taxa de transmissão RT se refere ao índice de propagação de uma doença infecciosa entre pessoas suscetíveis à contaminação. Isso impacta no número de pessoas contaminadas e que precisam de internação (Foto: Aurelio Alves/O POVO)

Segundo dados publicados na plataforma IntegraSUS, cinco municípios cearenses estão em situação de baixa transmissão da Covid-19. As cidades de São Luís do Curu, Guaiúba, Baturité, Choró e Umirim são as únicas no Estado com número de reprodução efetiva de casos (RT) abaixo de 0,5. As informações são referentes a última atualização da plataforma na manhã desta sexta-feira, 26 de junho.

A taxa de transmissão RT se refere ao índice de propagação de uma doença infecciosa entre pessoas suscetíveis à contaminação. Quando ela está abaixo de 1, significa que uma pessoa doente pode transmitir a doença para menos que uma pessoa, conforme explica o biólogo e epidemiologista Luciano Pamplona, professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC).

LEIA TAMBÉM | Mulheres são maioria entre profissionais de saúde infectados com a Covid-19

No começo da pandemia, cada pessoa doente transmitia para três ou quatro pessoas. Hoje, em Fortaleza, essa taxa é inferior a 1. Temos menos pessoas transmitindo do que antes, por isso que a epidemia está se acabando ou diminuindo”, comenta o epidemiologista. Depois dos cinco municípios em baixa transmissão, apenas Fortaleza e Sobral estão em cenário mais confortável.

A Capital está em média transmissão da Covid-19, com 0.89 de RT. Enquanto Sobral registra 0.99. Entretanto, se os dados forem observados a partir das regiões de saúde, apenas o Cariri, no Sul do Ceará, permanece em alta transmissão (1.01). As demais regiões, Sobral (0.88), Fortaleza (0.82), Sertão Central (0.97) e Litoral Leste/Jaguaribe (1) seguem em média reprodução efetiva dos casos.

Municípios vizinhos seguem em alta transmissão

 

Embora São Luís do Curu, Guaiúba, Baturité, Choró e Umirim estejam em cenário de baixa transmissão, os municípios vizinhos seguem em situação mais crítica de reprodução da Covid-19. Itapiúna (1,42), Caridade (1.42), Palmácia (1.33), Pentecoste (1.25), por exemplo, são algumas das cidades que ainda registram taxa mais elevada de transmissão.

Apesar disso, o epidemiologista Luciano Pamplona esclarece que não dá para comparar a intensidade da pandemia entre as regiões, pois cada município ou estado tem transmissão em momentos diferentes. “Não dá para dizer que municípios que têm menos transmissão agora são melhores do que outros, o fato é que o vírus não se dispersou naquela região e a transmissão não começou de forma efetiva”, salienta.

LEIA TAMBÉM | Taxa de contágio da Covid-19 no CE é 0,8; flexibilização pode afetar

Conforme Luciano, é possível haver regiões com mais casos ou poucos casos do novo coronavírus. Entretanto, duas possibilidades podem ser consideradas: “Uma delas, é que, de fato, o município não tenha casos, porque a transmissão não está intensa. Outra possibilidade é esse município não estar testando. Então, ele tem muitos casos, mas os casos não são diagnosticados e repassados para a secretaria”, pondera.

Situação da pandemia nos municípios em baixa transmissão

 

Entre as cidades com baixa transmissão, Baturité é a que mais registra casos confirmados da Covid-19. Até a manhã desta sexta-feira, 26, havia 401 confirmações da infecção. Com 22 óbitos, a taxa de letalidade da doença chegou a 5,49%. Segundo a plataforma IntegraSUS, a média de idade dos óbitos é de 70,19 anos, e 27.27% das pessoas que morreram tinham comorbidades.

LEIA TAMBÉM | No Ceará, 38% dos óbitos por Covid-19 tem comorbidade; idosos são as principais vítimas

Choró, na região de saúde do Sertão Central, registrou 185 casos confirmados desde o início da pandemia. Foram 4 óbitos, com 2,16% em taxa de letalidade. Entre as pessoas que morreram, 25% tinham alguma comorbidade, e a média de idade é de 78 anos.

A cidade de Guaiúba registrou 212 casos até a manhã desta sexta-feira. A taxa de letalidade do município é a mais alta entre os que estão em baixa transmissão, com 10,38%. Foram 22 óbitos, com 31.82% tendo alguma comorbidade, e a média de idade 78,25 anos.

São Luís do Curu é a cidade com menos casos entre as de baixa transmissão. Foram registrados 111 infectados, com seis evoluindo para o óbito. A taxa de letalidade no município está em 5.41%. Entre as pessoas que morreram, 16.67% tinham alguma comorbidade, e a média de idade ficou a mais baixa, em 66,3 anos.

Já a cidade de Umirim, teve 184 casos registrados pela plataforma IntegraSUS. A taxa de letalidade também é alta no município, com 10,33%. Foram 19 óbitos desde o início da pandemia, com 36.84% das pessoas tendo alguma comorbidade. A média de idade dos óbitos é de 73,38 anos.