Participamos do

Cooperativa de Saúde oferece atendimento psicológico gratuito via telefone

O plantão é direcionado tanto para profissionais da Saúde como para a população em geral acima de 18 anos
14:54 | Jun. 22, 2020
Autor Lais Oliveira
Foto do autor
Lais Oliveira Estagiária do O POVO Online
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Em mais uma das iniciativas para amenizar os impactos psicológicos causados pela pandemia do novo coronavírus, um plantão gratuito de apoio emocional está oferecendo atendimento via telefone. O projeto da Univida - Cooperativa de Atendimento Pré-Hospitalar e de Saúde teve início em maio deste ano e já atendeu mais de 100 pessoas do Ceará e de outros estados do País.

O plantão é direcionado tanto para profissionais da Saúde como para a população em geral acima de 18 anos. Atualmente, os psicólogos Amanda Lorena Freitas e Thiago Sales atuam no acolhimento. Ambos são devidamente autorizados pelo Conselho Regional de Psicologia (CRP) para realização de atendimentos nessa modalidade com cadastro ativo na Plataforma E-Psi.

O projeto compõe o eixo de responsabilidade social da Univida. A presidente da cooperativa, Adriana de Paulo Lima, pontua que a ação foi criada a fim de alertar para os cuidados com a saúde emocional. "Preocupada com a saúde mental desses trabalhadores [da Saúde] e da sociedade, percebi que em meio a esse cenário outra pandemia silenciosa ocorria, ligada aos aspectos emocionais que afetavam a saúde mental", realça.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

LEIA TAMBÉM | Saiba onde conseguir atendimento psicológico online durante a pandemia 

Relatos de medo e ansiedade são os mais recorrentes, de acordo com a psicóloga Amanda Lorena Freitas. "Muitas pessoas que procuram o atendimento estão com receio de pegar a doença. É uma ansiedade que atrapalha o sono, os relacionamentos e a qualidade de vida", comenta. Além disso, existem queixas de angústia, Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), ideias suicidas, depressão, estresse, entre outras.

Ainda segundo a psicóloga, 80% do público atendido não tem acompanhamento psicológico. As ligações chegam de vários municípios cearenses, incluindo Caucaia, Eusébio, Hidrolândia, Pacajus e Palmácia, além da Capital. Pessoas de outros estados como Pernambuco e São Paulo também já foram beneficiadas pela iniciativa.

O plantão de acolhimento não se caracteriza, entretanto, como tratamento psicológico a longo prazo, uma vez que trata-se apenas de um suporte emocional, "tendo seu funcionamento e execução pautados conforme os preceitos éticos e normativos para modalidade e conduta de plantão psicológico", conforme reforça a psicóloga Amanda.

Cada atendimento possui privacidade e sigilo garantidos e dura uma média de 30 a 50 minutos. O intuito da Univida é levar adiante o plantão, mesmo no "contexto pós-pandemia".

Serviço:

Plantão psicológico Univida

Quando: de segunda-feira a sexta-feira, das 8h30min às 12 horas e  de 13h às 16h30min.
Onde: (85) 98972 5026
Mais informações: @unividacooperativa (Instagram)

Gratuito


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags