PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Em primeiro voo de retorno, 24 pessoas desembarcam em Fernando de Noronha

Todos as pessoas que iriam embarcar fizeram teste para coronavírus. Sete pessoas testaram positivo e não puderam subir a bordo

17:36 | 13/06/2020
Alívio para a aviação nacional   (Foto:  HEUDES REGIS/ACERVO JC IMAGEM)
Alívio para a aviação nacional (Foto: HEUDES REGIS/ACERVO JC IMAGEM)

As 24 pessoas que embarcaram no primeiro voo de retorno à ilha de Fernando de Noronha neste sábado, 12, às 12h40, e chegaram à ilha por volta das 15h (horário local). Eram 31 pessoas a embarcar, entre eles estão 12 moradores do arquipélago, 15 servidores e 4 bombeiros. Todos que se destinaram a Noronha fizeram teste para coronavírus, e por causa disso, sete pessoas não puderam subir a bordo (3 moradores e 4 servidores), pois testaram positivo para Covid-19. Os bombeiros possuem atestados imunológicos, ou seja, já tiveram a doença e estão curados.

Todos aqueles que embarcaram responderam questionários e tiveram suas bagagens esterilizadas e desinfectadas. Ainda, a equipe de comunicação da ilha informou que as 31 pessoas serão alocadas em pousadas e novamente testadas na segunda-feira, 15, para avaliar se alguém desenvolveu a doença nesse período de tempo.

LEIA MAIS - Fernando de Noronha zera casos suspeitos de Covid-19

De acordo com o último boletim da sexta-feira, 12, Noronha tem um paciente contaminado pelo novo coronavírus ainda em recuperação. O homem, de 50 anos, foi identificado com a doença, após exames realizados durante o estudo epidemiológico em curso na ilha. O paciente está assintomático e cumpre quarentena em isolamento domiciliar.

Um estudo que está sendo feito na ilha, com 900 pessoas, registrou até agora 36 casos de Covid-19, 35 deles já recuperados. Os identificados pela pesquisa somam-se aos 28 casos que já haviam sido confirmados em Noronha durante a pandemia, totalizando 64 casos do novo coronavírus e sem registro de mortes no arquipélago.

Protocolo de retorno

 


O retorno será por etapas, para diminuir o risco da entrada de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus na ilha. O número de moradores será ampliado a cada voo. Para garantir o retorno à ilha, será necessário fazer um cadastro na Assistência Social do arquipélago. A Administração, junto com o conselho distrital da ilha, irá organizar os grupos para cada voo de acordo com as prioridades e entrará em contato informando a data do retorno de cada um.

Antes do embarque, os moradores precisarão apresentar testes negativos para Covid-19, realizados na semana da viagem. Ao chegar à ilha, farão um novo teste e, enquanto aguardam o resultado, ficarão isolados em pousadas. Esse protocolo é para evitar que o vírus volte a circular no arquipélago.

 

Flexibilização das atividades

 


Na próxima segunda-feira, 15, passa vigorar mais uma etapa do Plano de Convivência para Atividades Econômicas estabelecido pelo Governo de Pernambuco. Com isso, comércio varejista poderá reabrir em Fernando de Noronha. Também estão liberados para funcionamento os salões de beleza e serviços de estética. Os setores deverão seguir protocolos específicos definidos pelo Governo para evitar os riscos de transmissão da Covid-19.

Na última segunda-feira, 8, o comércio atacadista passou a ser liberado para funcionamento em todo o estado. O setor de construção civil também já pode atuar com 50% do seu efetivo, em horário livre. Na quarta-feira, 10, clínicas e consultórios médicos, odontológicos e veterinários, óticas, clínicas de fisioterapia e de psicologia também retornaram às atividades.

Via Rede Nordeste