Participamos do

Uso de máscara segue obrigatório e aglomerações ainda são proibidas

"Essa primeira fase não significa um 'libera geral', muito pelo contrário. A gente continua em isolamento social", frisou o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio. Aglomeração em shoppings e espaços públicos, como praias e feiras, devem ser denunciadas ao 190
15:17 | Jun. 06, 2020
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Mesmo com o início da fase 1 do plano de retomada da economia no Ceará em Fortaleza, a partir da próxima segunda-feira, 8, ainda é obrigatório o uso de máscara ao sair de casa em todo o Estado. Paralelamente, continuam proibidas aglomerações em lojas e shoppings, bem como frequentar espaços públicos, como praias e feiras. "Essa primeira fase não significa um 'libera geral', muito pelo contrário. A gente continua em isolamento social", frisa o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), em live transmitida na tarde deste sábado, 6.

Além do avanço na reabertura, foi anunciada a prorrogação do decreto de isolamento social por mais sete dias em todo o Estado também a partir de segunda-feira.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Continua essencial adotar medidas de proteção individual como lavar sempre as mãos, usar álcool em gel e manter distância de outras pessoas ao sair de casa. Conforme RC, se não houver responsabilidade individual e coletiva nos cuidados para evitar a transmissão da Covid-19 durante a reabertura gradual da economia, o processo "pode ter que parar, caso os indicadores voltaram a piorar".

"É importante que cada um de nós seja fiscal. Se observar aglomeração em lojas, shoppings e espaços públicos, é importante que a denúncia seja feita no 190. É importante que cada um de nós que vai trabalhar ou, eventualmente, sair de casa para fim essencial, se cuide, evite ficar próximo as pessoas, use máscara e álcool em gel. Essas medidas de proteção individual continua absolutamente fundamentais. Frequentar calçadões, espaços públicos, praias, feiras livres não é permitido", alerta Roberto Cláudio.

O prefeito explica que a reabertura das atividades econômicas na Capital, que acontece em quatro etapas, é possível em razão do isolamento social (desde o dia 20 de março) e o posterior isolamento social rígido (entre os dias 8 e 31 de maio) decretados no município.

"Reforço que o avanço dessa retomada depende muito do comportamento das empresas, mantendo os protocolos de funcionamento, de higienização. Depende também das pessoas, que só saiam em extrema necessidade, continuando proibidas aglomerações e com uso obrigatório de máscara em todo o Estado", acrescenta Camilo.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags